Policial do PR é acusada de alugar informações sigilosas por R$ 20 mil

Policial do PR é acusada de alugar informações sigilosas por R$ 20 mil

Uma escrivã da Polícia Civil em Curitiba (PR), que não teve a identidade divulgada, está sendo acusada de "alugar" o acesso a informações sigilosas da instituição por R$ 20.975 mensais.

O MP-PR (Ministério Público do Paraná) informou nesta quarta-feira (19) que a 1ª Vara Criminal de Curitiba aceitou a denúncia, tornando a policial ré.

A Justiça também determinou que a escrivã seja afastada da função. Ela também foi proibida de acessar os sistemas policiais.

Ela atuava na Dedetran (Delegacia de Delitos de Trânsito) de Curitiba. A denúncia do MP-PR aponta os crimes de associação criminosa, corrupção passiva e violação de sigilo funcional.

Outras duas pessoas que também fariam parte do esquema foram denunciados pelo órgão.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil do Paraná sobre o caso. Se houver resposta, o texto será atualizado.

Fonte: Notícias ao Minuto
Publicada em 20 de June de 2024 às 09:24

 

Leia Também

Justiça de Rondônia condena homem a 14 anos de prisão por estupro de vulnerável

Cabe recurso da sentença

Operação destrói equipamentos de garimpo no Rio Madeira; advogada reage e pede ajuda de autoridades de Rondônia

Tânia Sena critica ações e clama por revisão de decreto

PF prende em flagrante três pessoas por contrabando de migrantes em Guajará-Mirim/RO

As três pessoas presas foram flagradas transportando 12 migrantes de nacionalidade nepalesa que supostamente iriam cruzar ilegalmente a fronteira do Brasil até a Bolívia

PF apura disseminação de material contendo abuso sexual infantojuvenil em Rondônia

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Porto Velho/RO, Itapuã do Oeste/RO e Uberlândia/MG

Envie seu Comentário