Presidente Laerte Gomes defende retirada de vacinação aftosa e faz balanço durante entrevista à rádio

Presidente Laerte Gomes defende retirada de vacinação aftosa e faz balanço durante entrevista à rádio

Ao participar nesta quarta-feira (4) de entrevista à Rádio Parecis, em Porto Velho, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) defendeu a retirada da vacinação contra a febre aftosa no Estado e fez um breve balanço de suas atividades à frente da Casa de Leis. O governador Marcos Rocha (PSL) também participou da entrevista. 

Logo de início, o presidente destacou a reunião da qual participou pouco antes, no Palácio Rio Madeira, onde o governador Marcos Rocha (PSL) emitiu as ordens de serviço para a modernização do Estádio Aluízio Ferreira e a construção do Centro de Convenções no Parque dos Tanques. 

“Trata-se de uma obra de mais de R$ 16 milhões, já assinada para as construtoras e de extrema importância para Porto Velho”, anunciou o parlamentar que em seguida anunciou a chegada do governador Marcos Rocha aos estúdios da Rádio Parecis para também participar da entrevista. 

Febre aftosa 

“Para mim, o maior patrimônio que nós temos é a sanidade animal do Estado. Acredito que nesse sentido a Idaron tem que ser vista e tratada a pão-de-ló”, respondeu Laerte Gomes ao ser perguntado sobre a retirada da vacinação contra a febre aftosa de Rondônia. 

O presidente defendeu que 70% do orçamento que sustenta o Estado vêm do agronegócio, da agricultura, “e tudo passa pela Idaron”, frisou o parlamentar que enalteceu a escolha do governador em nomear um técnico para comandar a Agência de Defesa Sanitária Agrossilvopastoril de Rondônia (Idaron) 

O governador, por sua vez, confirmou que realmente Rondônia irá retirar a vacinação contra a aftosa, uma decisão considerada história para o estado. 

“Primeiramente além de agradecer eu gostaria de dizer, principalmente aqui nessa oportunidade frente a frente com o presidente Laerte Gomes, algo inédito, acredito eu, em uma entrevista de rádio, que fico muito honrado com essa parceria entre Executivo e Legislativo, falando na mesma linha de ação. O presidente, junto com os demais deputados, tem proporcionado a Rondônia uma união que levará bons frutos para a população do nosso estado”, frisou Marcos Rocha. 

O governador enfatizou a importância da retirada da vacina contra a febre aftosa para alavancar o desenvolvimento econômico de Rondônia. Segundo ele, por ser leigo no assunto e, diante disso, passar por um período de dúvida sobre a possibilidade, passou a ouvir o lado positivo da retirada da vacina. 

“Inclusive de produtores que já fizeram contrato com outros países em razão da retirada da vacina contra a febre aftosa. Porque retirando a vacina eles conseguem vender para outros países, contratos milionários. Nós que já somos grandes produtores, seremos ainda maiores. É uma decisão histórica sim. E eu já confirmei com os produtores que eu estaria com eles. Lembrando que essa é uma decisão também do Governo Federal que nós acatamos e os produtores tanto desejam”, confirmou o governador.

Balanço 2019

O presidente foi questionado sobre qual o balanço que ele faz neste primeiro ano legislativo sob sua gestão. Laerte explicou que procurou fazer o contrário do que muitos diziam. 

“Quando eu me elegi presidente da Assembleia, até por não ter me elegido no mesmo palanque do governador, muitos apostavam em um confronto, que a Assembleia iria travar as ações do Governo, dificultar. Então acredito que a maior vitória que os deputados tiveram nesse primeiro ano foi entender que os palanques se desarmam quando encerram as eleições. E depois disso temos que trabalhar todo em prol de um objetivo só que em favor do estado de Rondônia. Hoje o governador é o governador de todos nós, inclusive, meu. Logicamente, os poderes têm sua separação, mas a harmonia está na Constituição”, ressaltou o presidente. 

Laerte ainda destacou que a Assembleia tem votado as matérias, dando prioridade para a celeridade. 

“Ontem mesmo aprovamos 17 projetos do Poder Executivo, sendo que 12 deles chegaram ontem mesmo. Passaram pelas comissões pertinentes, receberam os pareceres e foram todos foram aprovados em Plenário por unanimidade. Isso é dar tranquilidade para o governador poder trabalhar”, definiu Laerte.

Energisa 

O presidente voltou a falar da Energisa ao ser questionado sobre a constitucionalidade da Lei Estadual nº 4.660, de sua autoria, recentemente sancionada pelo governador e que proíbe o corte no fornecimento de energia elétrica sem que o consumidor seja, previamente, notificado com 15 dias de antecedência 

“Essa lei está de acordo com a Resolução da Aneel. Nós fizemos esse projeto com base em decisões do STF que autoriza as Assembleias a legislarem o direito ao consumidor. E dentro desse contexto também temos projetos importantes de outros deputados como o Dr. Neidson (PMN), que proíbe a retirada dos medidores sem o consumidor ser notificado 72 horas antes, para que o cidadão possa presenciar a troca do relógio”, explicou o presidente. 

Laerte confirmou que a CPI da Energisa será prorrogada, segundo o deputado, ainda há vários assuntos para serem discutidos. Segundo ele, ela será suspensa durante o recesso parlamentar e, posteriormente, deverá ser prorrogada por 90 dias para o seu relatório final. O presidente confirmou que os diretores Aneel e a bancada federal se farão presentes nas sessões da CPI pós-recesso. 

Por fim, Laerte agradeceu todos os deputados que estão participando da CPI. “O presidente da CPI, deputado Alex Redano (PRB), o relator, Jair Montes (PTC), deputados Ismael Crispin (PSB), Edson Martins (MDB), Adelino Follador (DEM), Adailton Fúria (PSD) e o deputado Cirone Deiró (Pode), que são todos os membros da CPI que está rodando todo o estado para ouvir a população”.

Fonte: ALE/RO
Publicada em 05 de dezembro de 2019 às 11:23

 

Leia Também

Presidente Laerte Gomes indica ao Poder Executivo instituição de auxílio financeiro para professores da rede pública estadual de ensino

Sintero afirma que educadores estão tendo gastos extras ao adotar modalidade de ensino à distância em razão da pandemia

Presidente Laerte Gomes solicita perfuração de poço artesiano no distrito de Nova Londrina em Ji-Paraná

Parlamentar indicou ao Governo que sejam tomadas as providências necessárias para solucionar problemas de abastecimento de água na localidade

Presidente da Assembleia anuncia pauta trancada até Governo rever decreto fechando o comércio no interior

A proposta foi do deputado Laerte Gomes, em conjunto com todos os parlamentares estaduais

Adailton Furia critica ação do governo em estender decreto de isolamento à municípios do interior

Parlamentar defende que cabe aos prefeitos decidir como lidar com a situação de cada município

Envie seu Comentário