Síndrome de Burnout: quando o excesso de trabalho leva ao esgotamento profissional - Por Rubson Luiz

Síndrome de Burnout: quando o excesso de trabalho leva ao esgotamento profissional - Por Rubson Luiz

A Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, é um distúrbio emocional cada vez mais comum nos dias atuais. Ela é caracterizada por sintomas como exaustão extrema, estresse e esgotamento físico, e é resultado de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.

A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho. Quando uma pessoa se dedica de forma intensa e prolongada a suas atividades profissionais, sem tempo suficiente para descansar e se recuperar, seu corpo e sua mente podem entrar em colapso. A pressão constante por resultados, o acúmulo de tarefas e a falta de reconhecimento pelo trabalho realizado são outros fatores que contribuem para o desenvolvimento da Síndrome de Burnout.

Os sintomas da doença são variados e podem afetar tanto o aspecto físico quanto o emocional do indivíduo. Alguns dos sinais mais comuns incluem cansaço excessivo, falta de energia, irritabilidade, ansiedade, insônia, dores musculares, problemas digestivos e baixa autoestima. Em casos mais graves, a Síndrome de Burnout pode levar à depressão, ao isolamento social e até mesmo ao suicídio.

Para prevenir a Síndrome de Burnout, é importante que as empresas adotem medidas para garantir um ambiente de trabalho saudável e equilibrado. Isso inclui a definição de metas realistas, a distribuição adequada de tarefas, a valorização do trabalho em equipe e a promoção de atividades de lazer e relaxamento. Além disso, é fundamental que cada indivíduo aprenda a reconhecer seus limites e a estabelecer uma rotina de trabalho que permita o descanso e a recuperação do corpo e da mente.

Em resumo, a Síndrome de Burnout é um problema sério que afeta cada vez mais pessoas em todo o mundo. Para evitar o esgotamento profissional, é preciso investir em um estilo de vida equilibrado, com tempo suficiente para o trabalho, o descanso e o lazer. E, acima de tudo, é fundamental que as empresas e os gestores estejam atentos aos sinais da doença e adotem medidas para preveni-la e tratá-la adequadamente.

Rubson Luiz é Ceo do Site VIA RONDÔNIA e Assessor de Marketing Político.

Fonte: Rubson Luiz
Publicada em 18 de abril de 2023 às 08:13

 

Leia Também

Petróleo abre semana em queda, apesar do temor por conta do ataque do Irã a Israel

Na manhã desta segunda-feira, 15, por volta das 7h30 (horário de Brasília) operavam até em baixa: o preço do barril do óleo tipo Brent recuava 0,8%, cotado a US$ 89,73, enquanto o óleo tipo WTI caía 0,9%, com preço de US$ 84,89

Passagens aéreas a R$ 200: governo lança o Voa Brasil em 17 de abril

Inicialmente, as viagens serão restritas a destinos domésticos

Governo Lula prevê salário mínimo de R$ 1.502 em 2025

O valor segue a fórmula de correção da política de valorização, que inclui reajuste pela inflação de 12 meses até novembro do ano anterior mais a variação do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes (neste caso, a alta de 2,9% observada em 2023)

Governo de RO fortalece Segurança Pública com entrega de viaturas e equipamentos para o Corpo de Bombeiros de São Miguel do Guaporé

Além das viaturas foram entregues nobreaks, monitores de vídeo led e microcomputadores

Envie seu Comentário