Presidente Laerte Gomes solicita cumprimento de Lei que determina prazo de 30 dias para Sesau realizar exames de diagnósticos oncológicos

Presidente Laerte Gomes solicita cumprimento de Lei que determina prazo de 30 dias para Sesau realizar exames de diagnósticos oncológicos

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) indicou a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a necessidade de se cumprir o que dispõe a Lei nº 13.896/2019, que impõe o prazo de 30 dias para que exames relacionados ao diagnóstico de neoplasia maligna sejam realizados. 

A neoplasia maligna, câncer ou tumor maligno, é caracterizada pela proliferação descontrolada e anormal de células devido a alterações no DNA ou a hábitos de vida, podendo essas células se espalharem pelo corpo e comprometer o organismo de maneira geral. 

No dia 30 de outubro deste ano, o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante seu exercício na Presidência da República, sancionou a lei que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a oferecer exame diagnóstico de câncer em até 30 dias. As regras entram em vigor em 180 dias. 

“Portanto, em 30 de abril de 2020, as unidades integrantes do Sistema SUS devem estar devidamente preparadas. A nova norma sancionada, altera a Lei nº 12.732/2012 que disciplina o tratamento do paciente com câncer no SUS”, informa o presidente Laerte Gomes. 

O parlamentar concluiu declarando esperar que “o Governo Estadual adote todas as medidas necessárias, para o efetivo cumprimento da Lei, em nome da vida.”

Fonte: ALE-RO
Publicada em 07 de novembro de 2019 às 14:01

 

Leia Também

ELEIÇÕES: Pimentel diz que prefeito não pode se omitir quanto a saúde da capital

O novo prefeito terá obrigatoriamente que usar forte poder de articulação, não apenas com os demais níveis de governo

Samuel Costa aplicará 100% do Fundeb para pagamento dos profissionais de educação

O Senado aprovou a PEC 26/2020, proposta de emenda à Constituição que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação

Empresário Fausto de Oliveira Moura que gravou prefeitos do interior já foi preso duas vezes por envolvimento em esquema de corrupção

O empresário vilhenense Fausto de Oliveira Moura foi o autor das denúncias que levaram a Justiça de Rondônia a decretar a busca e apreensão de quatro prefeitos, um deputado, e um ex-deputado estadual rondoniense, durante a Operação Reciclagem

Operação da Polícia Civil e MP cumpre mandados envolvendo vereadores de Urupá

Os mandados de busca domiciliares foram cumpridos em pontos diversos, sendo na residência de um vereador, no gabinete do presidente da Câmara

Envie seu Comentário