Holanda entra em confinamento total até 19 de janeiro

Holanda entra em confinamento total até 19 de janeiro

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, anunciou nesta segunda-feira o encerramento de creches, escolas e universidades, bem como de todas os serviços não essenciais, como lojas, academias e museus, à meia-noite de terça-feira até 19 de janeiro, num dos mais rígidos confinamentos decretados no país desde março.

Num discurso à nação, Mark Rutte, confirmou que o país vai entrar em confinamento imediatamente e "durante cinco semanas", após o número de casos diários ter disparado. Enquanto o governante falava podiam se ouvir vaias e assobios de manifestantes no exterior do seu gabinete, em Haia, capital administrativa do país, descreve a Reuters.

"A verdade é que isto não é uma simples gripe como algumas pessoas - como os manifestantes lá fora - acham", disse o chefe de Governo, acrescentando que o "vírus pode atacar qualquer pessoa".

A população holandesa foi ainda aconselhada a permanecer em casa e a receber, no máximo, duas pessoas por dia e três no Natal.

O anúncio de Rutte nesta segunda-feira surge um dia depois de a vizinha Alemanha ter anunciado restrições semelhantes para combater a Covid-19 até janeiro.

Desde o início da pandemiajá morreram mais de 10 mil pessoas nos Países Baixos.

Fonte: NOTICIAS AO MINUTO
Publicada em 15 de dezembro de 2020 às 09:20

 

Leia Também

Procon orienta população de baixa renda sobre direito à tarifa social na fatura de energia para evitar cortes até setembro

Programa de Tarifa Social de Energia Elétrica garante manutenção do consumo de energia mesmo estando inadimplente

Homem luta na Justiça para provar que ganhou R$ 18 milhões na Lotomania

Marcos Pessoa tenta atestar há 4 anos que houve erro na leitura do cartão de apostas dele

Porto Velho reduz faixa etária para vacinar pessoas acima de 32 anos com cadastro no SASI

A população do município deve seguir efetuando o cadastro no aplicativo SASI

Cremero descobre falsa médica dando plantão em Hospital de Campanha de Porto Velho

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO) que vai analisar a denúncia.

Envie seu Comentário