Jovem é morto a tiros por suposto entregador de comida por aplicativo em Porto Velho

Jovem é morto a tiros por suposto entregador de comida por aplicativo em Porto Velho

Um jovem de 24 anos, identificado como Wellington Leone dos Santos, foi morto a tiros por um suposto entregador de comida por aplicativo em Porto Velho. O crime aconteceu durante a noite de segunda-feira (18) na Avenida Mamoré, Zona Leste.

Aos policiais civis, o tio e o primo da vítima contaram que Wellington estava na frente de casa, quando o suspeito se aproximou em uma moto e efetuou os disparos.

"Escutei os tiros e, quando fui ver o que era, encontrei o Leone entrando pela minha cozinha falando que tinha sido baleado. Fui na frente da minha casa e não vi ninguém. Quando voltei ele já estava quase sem respirar", disse o primo da vítima.

Outra testemunha informou aos policiais que estava na frente de uma frutaria quando o atirador em uma motocicleta de cor preta e com uma bolsa de entregador de comida por aplicativo, parou na frente da casa do Wellington e efetuou três disparos contra a vítima.

Após o ataque, a testemunha diz que o condutor da motocicleta fugiu sentido Avenida Calama. O suspeito não foi identificado. A equipe do Sevic, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida, esteve no local e investiga o homicídio.

Segundo boletim de ocorrência, o primo da vítima e amigos levaram Wellington à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas no local receberam a informação que o jovem estava morto.

O relatório preliminar da Polícia Civil aponta que Wellington foi atingido com disparos no tórax, no braço direito e um terceiro tiro no braço esquerdo.

Fonte: G1 RO
Publicada em 19 de novembro de 2019 às 10:32

 

Leia Também

PRF apreende carga de cigarros avaliada em mais de oitocentos mil reais

Após denúncia anônima, os policiais abordaram um caminhão do Paraná, que transportava 162.500 maços de cigarro contrabandeados

PRF apreende arsenal de guerra, explosivos e coletes balísticos em Ji-Paraná

Dois homens, que já possuíam antecedentes criminais, transportavam o material ilícito em um carro adulterado

Trio de caçadores é preso pela PRF com 2 armas de fogo e várias facas em Vilhena

As prisões foram efetuadas quando uma equipe realizava patrulhamento em uma estrada vicinal, localizada na zona rural da cidade

Polícia Militar Ambiental prende 10 pessoas em operação conjunta; 12 dragas foram encontradas e apreendidas em Porto Velho

A operação Rio Madeira seguirá por tempo indeterminado e é realizada a pedido do Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e Ministério Público Federal (MPF)

Envie seu Comentário