Empresa Biocal abasteceu caixa 2 da campanha de prefeito em 2012, revela investigação da PF

Empresa Biocal abasteceu caixa 2 da campanha de prefeito em 2012, revela investigação da PF

O FOLHA DO SUL ON LINE entrevistou o delegado Tiago Gaiga, da Polícia Federal, que comandou a “Operação Blister”, deflagrada hoje, em Vilhena e outras cidades de Rondônia. O alvo da ação policial foi a Biocal, empresa da área de medicamentos, acusada de fraudar licitações feitas pela prefeitura de Vilhena. Veja aqui.
 
Segundo o delegado, não houve prisões, mas computadores e documentos foram apreendidos, e serão analisados. A investigação aponta que, em conluio com a Comissão de Licitação, a empresa conseguia eliminar concorrentes nos certames para a venda de medicamentos. Depois, concorrendo sozinha, ela fornecia os produtos por valores muito acima dos preços de mercado.
 
A ação é um desdobramento da investigação da PF sobre a campanha municipal de Vilhena em 2012, quando o então prefeito, Zé Rover,  disputou a reeleição, e teria sido beneficiado por um esquema de caixa 2, abastecido pela Biocal.
 
A PF apurou que, em troca das vantagens das concorrências, na época, além de pagar R$ 200 mil em espécie para um secretário de Rover, a empresa investigada se comprometeu em repassar outras 5 parcelas de R$ 30 mil cada para o caixa 2 da campanha.
 
As suspeitas em relação aos crimes atribuídos à Biocal foram levantadas quando a PF prendeu e confiscou documentos na casa do chefe da CPL, que favorecia a empresa nas concorrências, inabilitando outras firmas que disputavam as compras de remédios para o Hospital Regional.
 

Fonte: Folha do Sul
Publicada em 18 de outubro de 2019 às 10:32

 

Leia Também

Vários celulares e drogas são apreendidos dentro do Urso Panda

Celulares foram interceptados no pátio da penitenciária em Porto Velho

PRF recaptura 3 foragidos da Justiça durante fiscalização das BRs 319 e 364 em Rondônia

Os indivíduos foram presos em abordagens realizadas na capital do estado e em Pimenta Bueno

PRF prende jovem de 18 anos com moto adulterada em Porto Velho

Ao realizar a identificação veicular, a equipe policial notou que alguns dos sinais identificadores haviam sido suprimidos

Homem é preso com órgão genital à mostra em ônibus

O caso ocorreu no centro de Manaus. O motorista parou o coletivo e chamou a Guarda Municipal

Envie seu Comentário