Testemunha fala do acidente que matou família brasileira: "Coisa horrível

Testemunha fala do acidente que matou família brasileira:

Uma testemunha do acidente de trânsito que matou o brasileiro Diego Cardoso de Oliveira, 40 anos, sua esposa Matilde Ramos Pinto, 38 anos, e o filho do casal Joaquim, de 1 ano, em São Francisco, na Califórnia, no último sábado (16), descreveu o episódio como "gráfico" e "horrível" para a emissora americana ABC.

"Eu escutei (o barulho). Estava sentada logo ali. Eu me inclinei em direção ao som. Vi vários destroços. Foi a coisa mais gráfica, intensa e horrível que já vi na minha vida", disse a mulher, que não foi identificada.

A família estava em um ponto de ônibus quando foi atingida por um carro dirigido por Mary Fong Lau, de 78 anos. Segundo a polícia, Lau estava dirigindo na contramão e em alta velocidade, entre 70 e 80 km/h, quando perdeu o controle do veículo e colidiu com o ponto de ônibus.

Diego e Joaquim morreram no local. Matilde chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O filho mais novo do casal, um bebê de dois meses, está internado em estado grave.

Outras pessoas também ficaram feridas, mas sem gravidade.

Lau foi detida sob acusações de homicídio culposo com veículo, direção imprudente com lesão corporal grave e violações de trânsito adicionais.

A polícia está investigando as causas do acidente. Testemunhas relataram que o carro chegou a bater no muro de uma biblioteca antes de atingir o ponto de ônibus.

Homenagem às vítimas

No local do acidente, amigos e familiares das vítimas fizeram um memorial e um ponto de orações.

Nas redes sociais, a prefeita de San Francisco, London Breed, publicou uma nota, dizendo ter visitado o local da tragédia e citando o caso como "de cortar o coração".

Família e carreira

Diego era diretor de criação associado da Apple e Matilde era produtora executiva de comerciais de RSA Films.

Familiares de Diego e Matilde estão a caminho de São Francisco.

Comunicado da condutora

Na terça-feira (19), Lau divulgou um comunicado por meio de seu advogado, segundo a CBS News:

"A Sra. Lau e sua família unem-se à comunidade no luto pela trágica perda de vidas que ocorreu no Portal Oeste no fim de semana. Expressamos nossa gratidão ao Departamento de Polícia de São Francisco, ao Corpo de Bombeiros de São Francisco e a todos os outros socorristas que responderam ao local, e ao Gabinete do Procurador Distrital de São Francisco por realizar uma investigação diligente e completa sobre as circunstâncias que levaram a este trágico acidente. A Sra. Lau tem cooperado totalmente com os investigadores e continuará a fazê-lo. Embora seja compreensível buscar mais informações sobre as causas deste acidente devastador, a Sra. Lau e sua família solicitam respeitosamente privacidade durante este momento difícil, à medida que os investigadores continuam a coletar informações relevantes."

Fonte: Notícias ao Minuto
Publicada em 21 de March de 2024 às 09:13

 

Leia Também

Polícia Rodoviária Federal realiza apreensão histórica de drogas em Rondônia

Mais de 400 Kg de entorpecentes foram encontrados em fiscalização na BR 364, próximo a Vilhena/RO

Membros de facção criminosa ameaçam metralhar servidores da ala psiquiátrica do Hospital de Base, em Porto Velho

Profissionais solicitaram segurança para evitar ameaças e ataques

Homem tenta degolar companheira logo após ela dar à luz

Mulher foi internada na Unidade de Cuidados Intensivos após o ataque de que foi alvo

Polícia Federal combate tráfico interestadual de drogas entre Rondônia, Minas Gerais e Mato Grosso

Foram cumpridos 11 mandados judiciais, que resultaram em sete prisões

Envie seu Comentário