SINTERO vem a público manifestar repúdio ao Governo Federal diante da condução da crise sanitária causada pela Covid-19

SINTERO vem a público manifestar repúdio ao Governo Federal diante da condução da crise sanitária causada pela Covid-19

O SINTERO vem a público manifestar repúdio ao Governo Federal diante da condução da crise sanitária causada pela Covid-19 neste dia 07 de abril, Dia Mundial da Saúde. Atualmente, o Brasil lidera o ranking de países com número de mortes diárias por Covid-19, registrando somente nas últimas 24 horas 4.211 óbitos, alcançando assim, a marca de 337.364 vítimas letais ao vírus. Com políticas públicas falhas e até inexistentes em muitas localidades, o país encontra-se em um verdadeiro abismo.

A condução do Governo Federal diante da crise sanitária é ineficiente, precária e vergonhosa ao adotar uma postura negacionista que critica e ironiza as medidas de proteção e distanciamento social recomendadas por órgãos e autoridades da saúde. Também é considerada nociva e criminosa ao popularizar e recomendar o uso de medicamentos como cloroquina, sem que haja comprovação científica quanto sua eficácia.

Neste momento crítico da pandemia em que há superlotação nos hospitais e nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), assim como a falta de medicamentos para intubação é uma triste realidade vivida inclusive no Estado de Rondônia, o Sintero lamenta que não há mínimo interesse dos atuais governantes em aplicar medidas efetivas para contenção da pandemia, para salvar vidas, proteger empregos e pela vacinação em massa para todos.

Neste momento não nota-se perspectivas de mudanças e melhorias sobretudo ao evidenciar que não houve direcionamento de verbas dedicadas ao combate à pandemia no orçamento da União aprovado em 2020 pelo Congresso Nacional. Ou seja, não há investimento para compra de equipamentos de proteção para os trabalhadores da saúde, de respiradores e ampliação de leitos de UTI e do estoque de oxigênio, entre outras necessidades para atender a população contaminada pelo vírus.

Milhares de pessoas já morreram e continuarão morrendo enquanto atitudes isoladas e incompatíveis com as recomendações científicas não forem priorizadas em nosso país. Vidas essas que poderiam e ainda podem ser evitadas se houvesse compromisso com a vida. Entretanto, a única política adotada até o momento é a do extermínio.

Neste Dia Mundial da Saúde, o Sintero repudia atitudes, comportamentos e falas que refutam a ciência e contribuem para disseminação do coronavírus, reafirmando seu posicionamento de que vidas importam. Sendo assim, para protegê-las é necessário e urgente a vacinação para todos os brasileiros e brasileiras. A sociedade clama, vacinação já!

Fonte: Assessoria
Publicada em 08 de abril de 2021 às 12:20

 

Leia Também

Empresários investem para abrir casas lotéricas, mas Caixa não autoriza funcionamento

População também é prejudicada com a falta de novas unidades lotéricas

Apostador de Nova Brasilândia do Oeste leva sozinho prêmio principal da Mega Sena

Um apostador do município de Nova Brasilândia do Oeste, em Rondônia, acertou sozinho

Sintero: Justiça confirma inexistência de fraude ou irregularidade na eleição sindical e nega pedido de intervenção feito pela chapa 2

A presidente do Sintero, Lionilda Simão de Souza, recebeu com serenidade a sentença que julgou improcedente a ação dos integrantes da chapa 2.

Contratos de refeições da Sejus para fornecimento de comida a presídios estão sob suspeitas em Porto Velho

A SEJUS suspendeu todos os contratos da empresa denunciante e abriu processos

Envie seu Comentário