Maurão entrega voto de louvor à Associação de Materiais Recicláveis de Rua de Porto Velho

Maurão entrega voto de louvor à Associação de Materiais Recicláveis de Rua de Porto Velho

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB) fez a entrega na manhã desta quinta-feira (10), do voto de louvor à Associação de Materiais Recicláveis de Rua de Porto Velho (Asprovel), aprovada em plenário. Gevaldo Gonzaga de Lima, que preside a associação, recebeu a homenagem pelos serviços prestados na coleta de resíduos para a reciclagem, na capital.

"É o reconhecimento ao trabalho que eles fazem, retirando das ruas o que é descartado e dando uma nova destinação, gerando emprego e renda e ao mesmo tempo contribuindo para o meio ambiente e para a limpeza da cidade", destacou o parlamentar.

A Asprovel foi criada em 2005 e atua na coleta e separação do material reciclável, que é destinado para empresas que utilizam para a criação de novos produtos. Paulo César dos Santos, que é parceiro da Asprovel, também estava no ato de entrega da homenagem.

Coleta coletiva solidária

Maurão é autor do projeto, aprovado no Parlamento, que garante a separação dos resíduos recicláveis descartados pela Assembleia Legislativa e pelos órgãos e entidades da administração pública estadual, direta e indireta, na fonte geradora e a destinação para associações ou cooperativas de materiais recicláveis, a exemplo da Asprovel.

O projeto de coleta coletiva solidária visa aproveitar material descartado, pelos gabinetes, secretarias, departamentos, corregedorias e demais setores da Assembleia, que podem ser reaproveitados. O mesmo sistema se aplica aos órgãos estaduais.

“Além disso, estabelecemos que somente poderão coletar este material as associações ou cooperativas formadas exclusivamente por catadores de recicláveis, com condições para realizar a triagem e classificação dos resíduos e cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam)”, explicou Maurão.

Segundo o presidente, a medida tem ainda o efeito de despertar a conscientização dos servidores e da comunidade para a coleta seletiva de resíduos. “Muito do que é jogado fora pode ser reaproveitado, gerando emprego e renda para muitas famílias, além de ser uma ação ecologicamente sustentável”, completou.

Fonte: Assessoria
Publicada em 10 de janeiro de 2019 às 14:36

 

Leia Também

Ellis apresenta anteprojeto que transforma licença prêmio e férias em pecúnia a servidores

Caberá à Prefeitura identificar quem são esse servidores e fazer a conversão em pecúnia através de dotação orçamentária própria.

STF decreta inconstitucionalidade de artigo de lei rondoniense sobre Advocacia Estadual 

Lei aprovada em 2008 no Governo Cassol criou um cargo comissionado de procurador de Estado

Ex-chefe de campanha de Trump é condenado novamente

Penas de Paul Manafort já somam sete anos e meio de prisão

Adelino Follador garante apoio aos agentes penitenciários e cobra ação do Executivo

Acordo feito em 2018 entre a classe e o Governo de Rondônia não foi cumprido, recorda parlamentar

Envie seu Comentário