Maduro acusa ex-presidente colombiano de plano para assassiná-lo

Maduro acusa ex-presidente colombiano de plano para assassiná-lo

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou o ex-chefe de Estado colombiano Álvaro Uribe de liderar um plano para matar os líderes venezuelanos e prever a entrada no país de 32 mercenários.

“Tomei conhecimento de um plano dirigido por Álvaro Uribe, com a participação do embaixador colombiano nos Estados Unidos, Francisco Santos, de entrada na Venezuela de 32 mercenários para tentar assassinar-me e assassinar os líderes da revolução”, acusou Maduro nessa quarta-feira (14/08/2019).

Para ele, na Colômbia “estão aterrorizados com a revolução chavista bolivariana” e é por isso planejam o ataque.

Em 4 de agosto, o presidente venezuelano foi alvo de um atentado frustrado, em que foram usados drones [avião não tripulado] durante uma cerimônia militar.

Segundo as autoridades venezuelanas, foi uma tentativa de ataque dirigida a partir de Washington, com a participação da Colômbia, o que Bogotá desmentiu.

Maduro já denunciou cerca de 30 planos contra ele, desde que assumiu a presidência da Venezuela em 2013.

A crise política, económica e social venezuelana agravou-se no fim de janeiro deste ano, depois de o presidente do Parlamento (onde a oposição detém a maioria), Juan Guaidó, ter se proclamado presidente interino do país.

A oposição, que conta com o apoio de mais de 50 países, defende que para resolver a crise Maduro deve ser afastado do poder, designado um governo de transição e convocadas eleições livres e transparentes.

Mais de 4 milhões de venezuelanos abandonaram o país desde 2015, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Metrópoles
Publicada em 15 de agosto de 2019 às 15:39

 

Leia Também

Lideranças pedem passagem para a próxima legislatura municipal de Porto Velho

Confira todos os nomes de possíveis pré-candidatos a uma das vagas à Câmara Municipal de Porto Velho

 Evo Morales diz que não se culpa pela atual crise na Bolívia

Na avaliação dele, seu principal erro "foi derrotar os adversários". Ele está exilado no México

Caso Marielle: Bolsonaro é denunciado pela ABI ao STF por obstruir Justiça

Ação foi movida após o presidente ter afirmado que pegou gravações da portaria onde tem casa, no Rio, para evitar que fossem "adulteradas"

Prefeito de Rolim de Moura entrega escritura pública do terreno doado para ONG Mulheres de Lenço

A solicitação da doação do terreno com 1.560 m2 para a construção da sede da ONG partiu do vereador Uender Nogueira

Envie seu Comentário