Lazinho da Fetagro critica ações do Governo Federal envolvendo a Educação

Lazinho da Fetagro critica ações do Governo Federal envolvendo a Educação

O deputado Lazinho da Fetagro (PT), na sessão ordinária desta quarta-feira (15), disse que não poderia deixar de registar a situação da educação no
Brasil, onde os gastos com o setor foram congelados, impossibilitando investimentos. “Não há aumento real”, detalhou.
O parlamentar questionou atitudes tomadas nos governos Temer e Bolsonaro, criticando a Escola sem Partido. Lazinho é o presidente da Comissão de
Educação da Assembleia Legislativa.

De acordo com o deputado, cortes de disciplina como sociologia prejudicam o ensino. “No Japão não se ensina essa matéria, mas não vamos comparar o
ensino daquele país com o Brasil. É muito triste ver essas medidas”, acrescentou.

Lazinho da Fetagro explicou que ouvirá representantes da Unir e do Ifro, para conhecer detalhadamente os prejuízos que serão causados pelos cortes nas
verbas.
“É possível tirar de qualquer setor, menos da educação. O governo federal está perdido. Ontem à noite ele se reuniu com sua base e disse que não haverá
mais corte. Antes tinha dito que iria cortar. A Educação é a única base para crescimento de uma pátria”, finalizou o parlamentar.

Fonte: DECOM - ALE
Publicada em 15 de maio de 2019 às 17:16

 

Leia Também

Vice-presidente Mourão defende reforma política após conclusão da Previdência

Mourão contestou variedade demasiada de partidos políticos dentro da Câmara dos Deputados

Saiu a primeira pesquisa de intenção de votos para vereador da capital

Na lista publicada aparecem os 61 nomes mais bem colocados, o  que não significa que eles estejam eleitos.

Anderson Pereira solicita informações sobre pagamento de parcelas do acordo firmado pela JBS

Empresa foi condenada a pagar multa de R$ 270 milhões, por descumprir a lei de incentivos fiscais

Deputado Ismael Crispin visita escolas estaduais com adjunta da Seduc no interior do Estado

Parlamentar percorreu escolas de cinco municípios, para verificar as necessidades e buscar soluções

Envie seu Comentário