Eleição anulada em França por falta de paridade. Há mulheres a mais

Eleição anulada em França por falta de paridade. Há mulheres a mais

O município de Sarcelles, a noroeste de Paris, em França, elegeu demasiadas mulheres. Pelo menos, assim entendeu o Tribunal Administrativo de Cergy-Pontoise, que anulou as eleições locais por não respeitar a lei da paridade, escreve o Le Fígaro.

As eleições de dezembro do ano passado elegeram para aquele município de Val-d'Oise o autarca Patrick Haddad (Partido Socialista) e este nomeou 14 adjuntos: oito mulheres e seis homens, todos do mesmo partido.

A denúncia foi feita pela oposição, que sublinhou o incumprimento das regras previstas pela lei. Em cada comuna com mil ou mais habitantes o princípio da paridade impõe que "a obrigação de apresentar uma lista onde cada sexo é representado em paridade, com uma diferença de, no máximo, uma unidade".

O escrutínio popular foi, portanto, anulado e o conselho municipal aconselhado a realizar novas eleições "no prazo de quinze dias". 

Patrick Haddad já reagiu questionando o que pensará Marlène Schiappa, secretária de Estado para a Igualdade, sobre o facto de "a lei de paridade, que serve para promover a presença de mulheres na política, ser usada para forçar uma mulher a renunciar ao cargo".

Fonte: mundo ao minuto
Publicada em 31 de janeiro de 2019 às 14:25

 

Leia Também

Chuva intensa em Ji-Paraná deixa ruas e avenidas alagadas

O Igarapé 2 de abril transbordou em vários pontos deixando algumas famílias desabrigadas.

Acidente envolvendo Moto na BR-364 acaba com três mulheres gravemente feridas

Elas foram socorridas por aquipes do Samu e encaminhadas às pressas para o hospital João Paulo II.

Ouvidoria Geral do Estado capacita profissionais para melhor atender ao cidadão

Segundo o ouvidor, que assumiu recentemente a Ouvidoria de Rondônia na gestão do governador coronel Marcos Rocha, o pedido feito ao Tribunal de Contas se deu pela experiência e idoneidade do órgão

Escola de Trânsito divulga calendário letivo de cursos para o primeiro semestre de 2019

Para este ano um novo projeto da Ceptran promete impulsionar ainda mais as relações do aluno com o aprendizado. De acordo com Telma Ferreira, da Escola de Trânsito do Detran, as inscrições para os cursos já podem ser feitas no site do Detran.

Envie seu Comentário