Contratos de refeições da Sejus para fornecimento de comida a presídios estão sob suspeitas em Porto Velho

Contratos de refeições da Sejus para fornecimento de comida a presídios estão sob suspeitas em Porto Velho

Desde que a empresa SABOR MAIS denunciou na DRACO uma suposta ORCRIM no setor de fornecimento de comidas aos presídios da capital, a Secretaria de Justiça - SEJUS tem se omitido em falar sobre a questão.

A SEJUS suspendeu todos os contratos da empresa denunciante e abriu processos administrativos contra a empresa denunciante.

Nos bastidores: O SECRETARIO DE JUSTIÇA MARCOS RITO TERIA FICADO IRRITADO com fato da empresa sabor mais ter participado e ter ganho a concorrência para fornecimento dos presídios de porto velho. 

Em se tratando de dinheiro público, um contrato milionário e a suspeita de corrupção, estranhamente a Secretaria passa a perseguir a empresa denunciante, após a denúncia a empresa teve outros contratos suspensos em menos de uma semana. 

 Há outros elementos nessa história que podem comprometer a SEJUS na denúncia. Uma delas é a atuação da FISCAL DO CONTRATO, PAULA MARTINS (NUTRICIONISTA), que, foi ao local onde seria instalada a cozinha industrial da Sabor Mais, e desabilitou a empresa, por falta de local adequado no primeiro dia de trabalho 

O detalhe é que a Sabor Mais não teve nem o direito de se defender ou de justifica, rompendo prematuramente os vínculos da empresa com a SEJUS. 

O contrato milionário das quentinhas sempre foi um gargalo das administrações e levou muita gente para a cadeia. É um negócio atrativo e que só precisa de canetadas para dar certo, desde que haja conivência entre os atores públicos e privados. Essa conivência para sangrar o erário é o que se chama de improbidade administrativa.

Segundo a todos os pagamentos estão suspensos, forma de intimidar a Empresa.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 29 de abril de 2021 às 13:26

 

Leia Também

Empresários investem para abrir casas lotéricas, mas Caixa não autoriza funcionamento

População também é prejudicada com a falta de novas unidades lotéricas

Apostador de Nova Brasilândia do Oeste leva sozinho prêmio principal da Mega Sena

Um apostador do município de Nova Brasilândia do Oeste, em Rondônia, acertou sozinho

Sintero: Justiça confirma inexistência de fraude ou irregularidade na eleição sindical e nega pedido de intervenção feito pela chapa 2

A presidente do Sintero, Lionilda Simão de Souza, recebeu com serenidade a sentença que julgou improcedente a ação dos integrantes da chapa 2.

Contratos de refeições da Sejus para fornecimento de comida a presídios estão sob suspeitas em Porto Velho

A SEJUS suspendeu todos os contratos da empresa denunciante e abriu processos

Envie seu Comentário