Carlos Bolsonaro pede afastamento da Câmara Municipal do Rio Janeiro

Carlos Bolsonaro pede afastamento da Câmara Municipal do Rio Janeiro

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) pediu licença não remunerada da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o parlamentar enviou ofício ao presidente da Casa, Jorge Fellippe, na última sexta-feira (06/09/2019). O documento, contudo, só foi despachado nessa segunda-feira (09/09/2019).

Carlos Bolsonaro se baseou no artigo 11, inciso I do Regimento Interno da Câmara para pedir a licença. O texto determina o afastamento para tratar de assuntos particulares em período que não pode ultrapassar 120 dias por sessão legislativa. O vereador, contudo, não deu detalhes da ausência.

“O vereador poderá licenciar-se por tempo nunca inferior a trinta dias para: tratar de assuntos particulares”, diz o inciso para, em seguida, abrir uma exceção. “No caso do inciso I, a licença será sem remuneração e não poderá ultrapassar cento e vinte dias por sessão legislativa”, complementa.

Dizendo-se desgostoso com a política, este é o quinto mandato seguido de Carlos Bolsonaro na Câmara do Rio. O filho zero dois de Bolsonaro tem uma grande influência no governo do pai. Aliado ideologicamente ao guru da extrema-direita, Olavo de Carvalho, participou ativamente da demissão do ex-ministro da secretaria geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

O vereador disse, nessa segunda-feira (09/09/2019), que “por vias democráticas” a transformação do Brasil não acontecerá na “velocidade que almejamos”. Na ocasião, ele foi ao Twitter exaltar o governo federal e atacar o que chamou de “enredo contado por grupelhos”, que ignora os avanços.

Fonte: Metrópoles
Publicada em 10 de setembro de 2019 às 09:52

 

Leia Também

Através de Jaqueline Cassol, Governo Federal empenha R$ 2 milhões para saúde e infraestrutura em Rolim de Moura

Emendas parlamentares do ex-senador Ivo Cassol deverão ser utilizados para compra de medicamentos e iluminação do estádio Cassolão

STF nega recurso e execução da pena do senador Acir Gurgacz é mantida

Ele foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão, em regime semiaberto, por desvio de verbas

Ji-Paraná recebe em Brasília o prêmio de Destaque da Educação

O prefeito recepcionou as alunas Maria Eduarda Soares Ribeiro, Rakelly Santiago Gomes e Gabriela Tapiola Lutek e parabenizou todos os servidores e alunos da rede municipal pelo empenho em prol da educação municipal

Deputado Ezequiel Neiva solicita a recuperação da rodovia interligando Colorado a Corumbiara

Conhecida como Linha 02, estrada é importante para escoar a produção de leite da região

Envie seu Comentário