Vítima de violência doméstica finge pedir pizza para denunciar agressor

Vítima de violência doméstica finge pedir pizza para denunciar agressor

Um homem foi preso em flagrante na noite do último domingo (16) por violência doméstica e violação de medida protetiva, após a vítima utilizar um código singular para pedir ajuda à Guarda Municipal (GM) de Paranavaí. De acordo com o Terra, a mulher, que não teve sua identidade revelada, fingiu estar fazendo um pedido de pizza durante a ligação para o 153, solicitando uma "pizza com muito recheio" como forma de sinalizar a situação de perigo.

O atendente da GM, Sidnei Bevilaqua, percebeu o pedido incomum e, sensibilizado, desconfiou que se tratava de um pedido de socorro. Ele então orientou a vítima a confirmar se estava sendo ameaçada, ao que ela respondeu novamente com o pedido da "pizza com muito recheio". Diante da confirmação, Bevilaqua acionou a equipe da GM para o local.

Durante o deslocamento, a equipe perdeu contato com a vítima por telefone, o que reforçou a suspeita de que o agressor havia tomado o aparelho. Ao chegar no endereço, os guardas municipais foram recebidos pelo filho da vítima, um menino de 11 anos, que confirmou as agressões e indicou o local onde a mãe estava.

A mulher foi encontrada e levada, junto com o filho, à delegacia de polícia. Lá, foi constatado que ela já possuía uma medida protetiva contra o agressor, que foi preso em flagrante por violência doméstica e descumprimento da medida.

O comandante da GM de Paranavaí, Iterlei Jasper, destacou a perspicácia da vítima e a sensibilidade do guarda Bevilaqua para o desfecho positivo do caso. "Foi uma situação inusitada, mas a inteligência da mulher em usar o código da pizza e a perspicácia do guarda em perceber que algo estava errado foram fundamentais para a prisão do agressor", ressaltou Jasper.

O comandante ainda aproveitou para fazer um apelo às mulheres vítimas de violência doméstica: "Não tenham medo de pedir ajuda. Denunciem seus agressores. A GM está aqui para ajudá-las e garantir sua segurança", finalizou.

Fonte: ALE/RO
Publicada em 20 de June de 2024 às 09:17

 

Leia Também

Justiça de Rondônia condena homem a 14 anos de prisão por estupro de vulnerável

Cabe recurso da sentença

Operação destrói equipamentos de garimpo no Rio Madeira; advogada reage e pede ajuda de autoridades de Rondônia

Tânia Sena critica ações e clama por revisão de decreto

PF prende em flagrante três pessoas por contrabando de migrantes em Guajará-Mirim/RO

As três pessoas presas foram flagradas transportando 12 migrantes de nacionalidade nepalesa que supostamente iriam cruzar ilegalmente a fronteira do Brasil até a Bolívia

PF apura disseminação de material contendo abuso sexual infantojuvenil em Rondônia

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Porto Velho/RO, Itapuã do Oeste/RO e Uberlândia/MG

Envie seu Comentário