Comissão de Segurança Pública pede apuração de denúncias sobre práticas clandestinas na zona portuária de Guajará-Mirim

Comissão de Segurança Pública pede apuração de denúncias sobre práticas clandestinas na zona portuária de Guajará-Mirim

A Comissão de Segurança Pública (CSP) da Assembleia Legislativa, durante reunião ordinária na manhã desta terça-feira (10), sob a presidência do deputado Anderson Pereira (Pros), aprovou pedido de informações para apuração de denúncias de práticas clandestinas ocorridas na zona portuária e aduaneira de Guajará-Mirim. Participaram da reunião os deputados Ismael Crispin (PSB), Aélcio da TV (PP) e Cabo Jhony Paixão (PRB).  

O pedido oficializa à Receita Federal do Brasil – RFB, Marinha do Brasil - MB, Exército Brasileiro – EB, Departamento de Polícia Federal - DPF, Agência Nacional de Transporte Aquaviário – Antaq, Ministério Público Estadual – MPE, Ministério Público Federal – MPF, Polícia Militar de Rondônia – 6º BPM, 1º Unidade Especial de Segurança de Fronteira – Unesfron e Polícia Civil de Rondônia – PCRO, para prestarem informações quanto às denúncias feitas pelo Sindicato das Empresas de Navegação de Guajará-Mirim (Sindinav). 

As denúncias feitas pelo sindicato sobre as atividades clandestinas são datadas de dezembro de 2016, e até o momento não há nenhum tipo de providências tomadas pelos órgãos de controle. O pedido ressalta a preocupação da comissão com a defesa dos interesses prejudicados das organizações, as perdas imensuráveis diante das práticas irregulares e combate às ações criminosas como tráfico de drogas e travessia de produtos oriundos de roubo/furto.

 

Orgulho do Madeira 

Anderson Pereira alertou para o trabalho que a comissão desempenha desde o início da 10ª legislatura, quanto às denúncias feitas pela comunidade no que tange a práticas criminosas ocorridas no residencial Orgulho do Madeira. O parlamentar agradeceu o governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), pelas ações conjuntas desencadeadas pelas Polícias Civil e Militar, que resultou na prisão de 26 pessoas, na recaptura de vários foragidos, na apreensão de drogas e armas de fogo, na receptação de produtos de roubo/furto, além da desarticulação de facções criminosas que se instalaram no residencial. 

Jhony Paixão apresentou requerimento, indicando ao Comando Geral da Polícia Militar, a necessidade de preenchimento das vagas que serão abertas para os cursos de sargento PM, para militares que estão na ativa em prioridade sobre militares cedidos.

Fonte: Assessoria
Publicada em 10 de dezembro de 2019 às 17:33

 

Leia Também

Governo de Rondônia apresenta aos prefeitos mudança de critérios para aprimorar estratégias do Plano Todos por Rondônia

Todas as medidas estão sendo rigorosamente analisadas pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção, Verificação e Monitoramento dos Impactos da Covid-19

Hildon Chaves abandona prefeitura e assessores são acusados de promover negociatas

Hoje o prefeito se limita a gravar lives mostrando o pouco trabalho executado pelo município, enquanto os subalternos aprontam rolos em cima de rolos.

Deputado Ismael Crispin comemora retorno das atividades do maior empregador da região da BR-429

As atividades do frigorífico da JBS em São Miguel do Guaporé foram suspensas por três vezes

Jhony Paixão se reúne com a primeira-dama para tratar da entrega de enxoval para gestantes

Reunião com a SEAS tratou dos últimos detalhes da entrega dos kits Mamãe Cheguei.

Envie seu Comentário