Três anos depois, acusados de matar jovem com chutes e pauladas são absolvidos em RO

Três anos depois, acusados de matar jovem com chutes e pauladas são absolvidos em RO

Três homens acusados pelo assassinato de um jovem de 19 anos com chutes e golpes de madeira foram inocentados pelo Tribunal do Júri na quarta-feira (21). Pedro Paulo Guimarães foi morto em março de 2016, em uma rua do bairro Igarapé, em Porto Velho.

Conforme a denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP), Chrystian Marques de Araújo, Israel Silva Almeida e Leonardo da silva agiram juntos para matar Pedro com pedaços de ripas e chutes.

A sessão de julgamento aconteceu no Fórum Criminal de Porto Velho e foi até o meio da tarde desta quarta-feira.

O Conselho de Sentença, formado por cinco homens e duas mulheres, entendeu, por maioria, que Chrystian, Israel e Leonardo não participaram da morte de Pedro Paulo. Com isso, eles foram absolvidos da acusação de homicídio. O trio já estava solto, respondendo o processo em liberdade.

Crime

No dia 29 de março de 2016, o jovem Pedro Paulo Guimarães foi morto após ser agredido por quatro pessoas, no bairro Igarapé, Zona Leste da capital. Conforme o registro policial da época, o jovem havia agredido um rapaz momentos antes de ser morto.

Segundo a ocorrência, a vítima estava com mais quatro pessoas quando agrediu um rapaz com um pedaço de madeira. Em seguida, dois suspeitos seguiram ele e quando alcançaram, o atacaram com pedradas e pauladas. Pedro morreu ainda no local.

Fonte: G1

Fonte: G1
Publicada em 22 de agosto de 2019 às 15:24

 

Leia Também

Polícia Militar do Estado de Rondônia monta estratégia para intensificar segurança neste fim de ano

A Operação Fim de Ano Seguro será lançada no dia 16 de dezembro, às 8 horas, em frente ao Comando-Geral da PM, com foco em proporcionar e ampliar sensação de segurança pública, através das medidas planejadas.

PRF encontra mais de 70 kg de cocaína em carreta com fundo falso

Mesmo questionado pelos policiais, o homem não informou qual seria o destino da carga nem quanto receberia para realizar o transporte

PF desarticula esquema de pagamento de propina a servidores do INCRA, cumpre 5 mandados de prisão e 15 de busca e apreensão

Durante as investigações foi identificado mais de meio milhão em propina para pelo menos seis servidores do INCRA

Operação conjunta desarticula esquema de fraude em prestação de contas no Incra em Rondônia

Ação decorre de trabalho investigativo realizado em parceria entre a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União

Envie seu Comentário