Lobby poderoso mantém a injustiça: Por um voto, conta de luz continuará com seus preços abusivos em RO

Lobby poderoso mantém a injustiça: Por um voto, conta de luz continuará com seus preços abusivos em RO

Faltou um único voto. Unzinho! Foi ele que derrotou a proposta da deputado federal Mariana Carvalho, do PSDB de Rondônia, que pretendia cancelar o abusivo aumento nas contas de energia elétrica, imposta aos consumidores desde o mês de dezembro passado.

Para conseguir derrubar o Projeto de Decreto Legislativo que faria retornar aos valores de oito meses atrás, o valor pago pelo rondoniense em sua conta de luz, Mariana mobilizou todos os parlamentares da bancada federal na Câmara e teve apoio de muitos outros, de diferentes Estados.

A derrota por apenas um voto, na Comissão de Minas e Energia, acabou se dando pelo pesado lobby praticado por alguns representantes da base do governo, todos de outras regiões do país e também da famigerada Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, muito preocupada com as empresas e se lixando para os que pagam preços absurdos pelo consumo de energia. Mas houve apoio de fora, também.

A proposta de Mariana, por exemplo, chegou a ser aprovada em primeira votação, inclusive com parecer favorável do relator, o jovem deputado Rafael Motta, do Rio Grande do Norte.

A partir do risco real de verem o decreto legislativo proposto por Mariana Carvalho ser aprovado, governistas, como o presidente da comissão, Silas Câmara, do PRB do Amazonas, conseguiram realizar manobras para que o projeto não fosse ao plenário e acabasse derrotado na própria comissão.

A questão do alto custa da energia elétrica em Rondônia uniu ainda mais a bancada federal, que nesses primeiros sete meses de atuação, tem demonstrado ser uníssona, quando estão em jogo interesses maiores do Estado.

Os três rondonienses que compõem a Comissão (o líder da bancada, Lúcio Mosquini e os deputados Léo Moraes e Coronel Chrisóstomo), votaram, todos, a favor do projeto de Mariana. Mauro Nazif, Jaqueline Cassol, Silvia Cristina e Expedito Neto, também participaram do encontro, discursando para que a decisão fosse favorável aos consumidores rondonienses. Por pouco não deu certo.

O forte lobby do grupo ligado a Aneel, ao governo e que defendia os interesses da Energisa, a nova dona da Ceron, acabou vencendo, embora o tenha conseguido por apena um voto. Mariana anunciou que vai recorrer e que continuara lutando. Certamente, tendo o apoio de toda a bancada federal.

Não se pode ficar de braços cruzados, assistindo a cobrança de valores absurdos, como se a conta que a Energisa fez ao comprar a Ceron, tenha que ser paga por seus clientes. O grupo de parlamentares rondonienses já avisou: não vai entregar os pontos. A batalha contra os abusos continuará.. http://blog.opiniaodeprimeira.com.br

Fonte: Sérgio Pires
Publicada em 16 de agosto de 2019 às 10:27

 

Leia Também

Mega-sena: sorteio neste sábado pode dar R$ 100 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.

Obra recebe adequações  e Praça do Beira Rio Cultural de Ji-Paraná será entregue em novembro

Com visual novo e aconchegante a praça do beira rio deverá atrair famílias, eventos e turistas

Novos professores de Rondônia são enquadrados na Carreira de Magistério Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Enquadrando mais 19 professores de Rondônia no EBTT.

Hospital de Base e Cemetron abrem processo seletivo para programa de residência médica

Sesau oferece mais de 40 vagas para Porto Velho em várias áreas de especialidades médicas. Hospital Regional de Cacoal também está com processo seletivo aberto.

Envie seu Comentário