Família rondoniense pede declaração de morte presumida de parente que morreu tentando entrar nos EUA

Família rondoniense pede declaração de morte presumida de parente que morreu tentando entrar nos EUA

A família do autônomo Geovani Gonçalves de Andrade, idade não revelada, entrou com um pedido junto à Justiça rondoniense para que a Côrte reconheça a morte presumida dele, que desde julho de 2016 perdeu o contato com a família, depois que tentou entra ilegalmente nos Estados Unidos.

A ação declaratória foi impetrada pela esposa da vítima, Suely de Souza Santos de Andrade, na 6ª Vara Cível, Falências e Recuperações Judiciais de Ji-paraná, onde a vítima tem residência com a família.

O Juízo já determinou que fosse oficiado à Polícia Federal que encaminhe aos autos a notícia crime de nº. 2017.0000186-DPF/JPM/RO onde consta a comunicação sobre morte de Giovane pelas autoridades norte-americanas e ainda informações do consultado brasileiro em Boston sobre a vítima. 

PF

Apesar de não ser muito comum a notícia de morte de rondonienses tentando entrar ilegalmente em solo americano, o caso de Geovani, caso sua morte seja confirmada, não é o único. Ji-paraná parece que tem sido marcada por esse tipo de evento.

No final de 2016, o jovem Diego Gonçalves de Araújo, de 20 anos, morador da cidade, desapareceu durante uma travessia em uma embarcação precária, tentando chegar ao País. Ele saiu das Bahamas e a embarcação em que estava naufragou. Junto com Diego estavam outros dois rondonienses, um de Jaru e outro de Ouro Preto.

Em 2017, o jovem Júlio Barcelos, 35 anos, morreu afogado durante uma travessia ilegal para os EUA pelas águas do Rio Grande, na cidade de Novo Laredo, no México. Júlio morreu em sua segunda tentativa de travessia e chegou a morar nos EUA por nove anos.

Em 2018, um homem responsável por levar crianças ilegalmente para os Estados Unidos foi preso em Ji-Paraná, pela Polícia Federal (PF) durante cumprimento de mandados de prisão expedidos pela Justiça para a Operação Piratas do Caribe III.

Foi exatamente o desaparecimento de três rondonienses na travessia aos Estados Unidos através de Nassau, nas Bahamas, que levou a PF a realizar a Operação Pirados do Caribe III em Rondônia, Santa Catarina e Minas Gerais.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 11 de julho de 2019 às 16:54

 

Leia Também

Desmatamento da Amazônia subiu 29,5% entre 1º de agosto do ano passado e 31 de julho deste ano

Percentualmente, é também o maior salto de um ano para o outro dos últimos 22 anos.

Unidade de Saúde Albert Sabin realizou mais de 90 procedimentos em programação alusiva ao “Novembro Azul”

O evento foi organizado pela equipe da unidade em parceria com agentes de saúde e profissionais da Semusa

Falta de chuva prejudica plantio de soja em Rondônia

O serviço atrasou cerca de 10 dias e a primeira área plantada foi em Rio Crespo, ainda em setembro. Rondônia é o terceiro maior produtor de soja da Região Norte.

Alunos do 4° ano da escola Ensina-me a Viver visitam exposição interativa na Fundação Cultural de Vilhena

A visita teve como objetivo proporcionar contato com a arte: peças de metal despertaram a curiosidade dos pequenos

Envie seu Comentário