O “outro” Jesus Cristo - Por Professor Nazareno

O “outro” Jesus Cristo - Por Professor Nazareno

O filme de comédia “A Primeira Tentação de Cristo” apresentado pela Netflix e o grupo Porta dos Fundos acendeu a fúria de muitos cristãos católicos e principalmente evangélicos. O especial de Natal deste ano mostra um Cristo homossexual e com muitas dúvidas se realmente queria pregar a palavra de Deus. O filme também sugere um triângulo amoroso entre Deus, José e Maria e mostra os apóstolos como devassos e consumidores de drogas. Líderes religiosos e políticos foram à guerra para censurar a ficção e já encamparam campanhas públicas para boicotar a Netflix e punir os autores/atores da obra. Não sou cristão e também não sigo nenhuma religião, mas provavelmente não verei este filme, pois a única coisa que me interessa sobre Jesus é a sua Filosofia, suas pregações. Não quero saber se ele foi gay ou qualquer outra coisa.

Aliás, o ódio desses “puritanos” sobre o filme é exatamente este. Para a maioria deles, Jesus Cristo não pode ter sido um homossexual, como se esta orientação sexual fosse um castigo a ser evitado. Os homossexuais são seres humanos dotados de muitas qualidades, dentre elas a inteligência, caráter, a boa personalidade e acima de tudo eles são humanos como poucos. Mas em nossa hipócrita sociedade, eles são perseguidos, discriminados, vandalizados, espancados, brutalizados e mortos como se criminosos fossem. Como verdadeiros Cristos, os homossexuais de hoje são vítimas da ignorância e da bestialidade. A literatura nos ensina que pelo menos dez por cento dos indivíduos em cada espécie animal pratica alguma forma de homossexualidade. Qual o problema se Jesus Cristo tivesse sido um homossexual? O que mudaria na sua Filosofia para nós?

Em toda a minha vida eu nunca ouvi falar de uma só namorada de Jesus. Nunca ouvi falar do relacionamento dele com mulher nenhuma. E sempre soube que ele andava rodeado de outros homens. Nas festas, nas pregações, no deserto, na vida cotidiana, não há relatos dele interagindo sexualmente com o outro sexo. É claro que ele pode ter sido sim um homossexual ou até mesmo assexual. Não precisa um filme sugerir que ele era isso ou aquilo. Nada sobre a vida particular dele ou de qualquer outra pessoa devia interessar a nós. A grandeza de Jesus está na sua grande Filosofia. Na pregação do amor ao próximo, no perdão aos inimigos, inclusive aos homossexuais e LGBTT’s. Sua vida particular só a ele interessava. Infelizmente muitos se revoltaram contra o filme só por este fato. Ser homossexual não é crime, não é pecado e devia ser aceito por todos nós.

Em vez de se preocupar com bobagens e filmes, as pessoas deviam se interessar mais pela sua vida cotidiana. Por que há tantas injustiças em nosso país, por exemplo? Por que há tanta pobreza e fome numa nação que é a segunda maior produtora de alimentos do mundo? Por que somente os ricos daqui têm privilégios enquanto os pobres são muitas vezes injustiçados e perseguidos pelo Estado? Por que temos tanta desigualdade social e tanta corrupção? Não me incomodaria o fato de Jesus ter sido gay, mas que tivesse sido a pessoa que foi: dedicada a combater as injustiças dos homens. Dia 25 próximo, vamos celebrar o nascimento de um refugiado pobre que foi perseguido, torturado e morto por pregar igualdade, justiça social e amor. Ter sido homossexual é o de menos. Ainda assim, muitos homossexuais votaram no Bolsonaro, mesmo sabendo da homofobia do “Mito” e de sua ojeriza pelos gays. Estavam errados?

 

Fonte: Professor Nazareno
Publicada em 16 de dezembro de 2019 às 11:16

 

Leia Também

Nova classificação dos municípios de Rondônia começa a vigorar a partir desta sexta-feira, 14

Essa reclassificação acontece a cada 14 dias e o Governo de Rondônia usa como base critérios técnicos estabelecidos

Governo atualiza o piso salarial dos professores da rede estadual de ensino em Rondônia

O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira, com carga horária de 40 horas

Governo de Rondônia realiza 1º leilão virtual de veículos no próximo dia 25

172 lotes com variação entre R$ 10 (dez reais) e R$ 20 mil (vinte mil reais).

Governo de Rondônia apresenta plano de retomada ao turismo no Estado

Para divulgá-lo, a Superintendência Estadual de Turismo (Setur) se reunirá com autoridades e agentes dos municípios de Cacoal

Envie seu Comentário