Não foi por falta de aviso e agora quem vai pagar a conta?- Por Rubson Luiz

Não foi por falta de aviso e agora quem vai pagar a conta?- Por Rubson Luiz

O anúncio feito pelo Grupo Energisa, que comprou a Eletrobrás Rondônia por um preço irrisório, de que a conta de energia em Rondônia será reajustada em 25% causou espanto apenas para aqueles de memória curta. Em abril desse ano, um parecer do Tribunal de Contas da União (TCU) já alertava o Governo Federal sobre essa real possibilidade.

O parecer questionou o modelo adotado para leiloar as seis distribuidoras da Eletrobrás (inclusive a de Rondônia) pois a União entregaria um patrimônio de mão beijada seis empresas a um preço de R$ 5,4 bilhões. O prejuízo pela “venda casada” das empresas causou um prejuízo superior a R$ 10 bilhões. Deu no que deu e agora vem aí mais um “superaumento”.

O TCU justificou que parte dos passivos remanescentes das distribuidoras da Eletrobras será apropriada à parcela A da tarifa de energia, que corresponde aos custos não gerenciáveis, provocando aumento da conta de luz. Ou seja, toda a dívida que as estatais têm serão repassadas aos consumidores através da tarifa de energia.

E agora quem vai pagar essa conta?

Fonte: Rubson Luiz
Publicada em 12 de dezembro de 2018 às 15:31

 

Leia Também

Congresso promulga emenda que adia eleições municipais para novembro

Brasileiros vão às urnas em 15 e 29 de novembro deste ano

Hoje é o último dia para pedir benefício auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59

MP recomenda ao Prefeito de Porto Velho atualização de gastos com enfrentamento à pandemia no Portal da Transparência

Ao emitir a recomendação, o MP concedeu o prazo de cinco dias para que a Prefeitura informe as providências adotadas.

Rondônia registra 21.523 casos confirmados e 523 óbitos e 10.198 recuperados de COVID-19

Dos 21.523 casos de covid-19 confirmados em Rondônia, 13.241 são em Porto Velho

Envie seu Comentário