MP obtém condenação de integrantes de quadrilha contratada para matar cigano em Cerejeiras

MP obtém condenação de integrantes de quadrilha contratada para matar cigano em Cerejeiras

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Cerejeiras, obteve no Tribunal do Júri a condenação de três integrantes de uma quadrilha responsável pela morte do cigano Luciano Ribeiro Dantas. Cada um deles foi condenado a mais de 20 anos de prisão, em regime fechado. O Júri ocorreu na última quarta-feira (6/10).

Atuando no julgamento, representando o Ministério Público, a Promotora de Justiça Analice da Silva, pediu a condenação dos réus pela gravidade dos fatos, ressaltando a violência do crime que dificultou a defesa da vítima.

Segundo se apurou, o cigano Luciano Ribeiro Dantas, de 43 anos, foi alvejado com cerca de 20 tiros por volta das 13h do dia, 29 de setembro de 2018, dentro de um supermercado local.

Na ocasião, dois dos quatro integrantes da quadrilha entraram no comércio e após fazerem o reconhecimento da vítima e sem conceder qualquer chance de defesa, proferiram diversos disparos de arma de fogo, atingindo a região da cabeça, tronco e membros.

Fonte: DCI - Departamento de Comunicação Integrada
Publicada em 09 de outubro de 2021 às 16:34

 

Leia Também

MP obtém condenação de integrantes de quadrilha contratada para matar cigano em Cerejeiras

Morte de Luciano faz parte de uma série de crimes entre famílias ciganas no País

Carioca, fundador do União Cacoalense vem a óbito após trágico acidente

Carioca fazia parte da diretoria do clube, na gestão do ex-presidente Luiz Contec, na campanha vitoriosa do clube em 2002 e 2003, durante a conquista do bicampeonato rondoniense de futebol.

Polícia do DF investiga grupo que instigava via web suicídio de jovens

Mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão foram expedidos contra 4 pessoas em São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás

Tribunal do Júri condena homem que ateou fogo em enteada e sogra

Vítimas sofreram queimaduras de 1º e 2º graus e ainda foram ameaçadas

Envie seu Comentário