Governo Bolsonaro fecha 7 embaixadas na África e no Caribe

Governo Bolsonaro fecha 7 embaixadas na África e no Caribe

Em decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (14), o governo brasileiro fechou sete embaixadas em países da África e do Caribe, criadas entre os anos de 2008 e 2010.

Assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o Decreto nº 10.348 anunciou o fechamento das representações diplomáticas africanas de Freetown, em Serra Leoa, e da Monróvia, na Libéria, que serão exercidas cumulativamente pela unidade na cidade de Acra, em Gana.

Já no Caribe, as embaixadas em Saint John's (Antígua e Barbuda), em Roseau (Dominica), em Saint George (Granada), em Basseterre (São Cristóvão e Névis), e em Kingstown (São Vicente e Granadinas) terão seu atendimento unificado pela representação diplomática do Brasil em Bridgetown, em Barbados.

O decreto está valendo a partir de hoje e não há detalhes de como será feita essa integração entre as unidades. "O Ministério das Relações Exteriores adotará as medidas administrativas necessárias ao cumprimento do disposto neste Decreto", apenas informa o DOU.

Fonte: terra.com
Publicada em 14 de maio de 2020 às 18:28

 

Leia Também

Governo autoriza contratação de 5.158 profissionais de saúde para combater o coronavírus

Ministério da Saúde definirá como será distribuição das contratações nas cidades. Contratos terão validade de até seis meses e maior parte é para técnico de enfermagem.

Governo de Rondônia exclui categorias da Saúde de aumentos salariais.

Profissionais de Saúde completaram uma década sem aumentos. O Coren-RO apoia a luta dos profissionais de Enfermagem por melhores salários.

Internacional Avião com mais de 100 pessoas a bordo cai no Sul do Paquistão

Aeronave caiu em um bairro residencial da cidade de Carachi

Atendimento remoto do INSS é prorrogado até o dia 19 de junho

A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Envie seu Comentário