Enfermeiro que ajudou doentes se despedirem de familiares morre de Covid

Enfermeiro que ajudou doentes se despedirem de familiares morre de Covid

Morreu, este domingo,MassimoColombi, o enfermeiro que impulsionou um projeto, em Málaga, para que os idosos infectados com Covid-19 pudessem se despedir dos seus familiares, durante esta pandemia.

O enfermeiro da Lombardia, na Italia, trabalhava há mais de uma década no Hospital Regional de Málaga.

Foi neste estabelecimento de saúde que morreu depois de ter feito tudo para conseguir que o hospital fosse equipado com novas tecnologias que permitissem aos idososdespedirem-se das suas famílias. A ideia inspirou-se num projeto nascido no seu país de origem, e conhecido como 'O direito de dizer Adeus'.

O enfermeiro, que denunciou por diversas vezes a forma desumana como muitos doenteseram tratados, afirmou através da sua conta no Facebook que a "ideia de não poder dizer adeus lhe custava mais do que a própria morte".

MassimoColombimorreu este fim de semana, também ele vítima de Covid-19. Os seus colegas lamentam a mortedo profissional que dizem ser dos mais humanos que já conheceram. O seu esforço, dizem os colegas, permitiu humanizar de certa forma a doença da Covid-19, mesmo nos momentos mais críticos da pandemia.

Fonte: NOTICIAS AO MINUTO
Publicada em 15 de dezembro de 2020 às 09:11

 

Leia Também

Procon orienta população de baixa renda sobre direito à tarifa social na fatura de energia para evitar cortes até setembro

Programa de Tarifa Social de Energia Elétrica garante manutenção do consumo de energia mesmo estando inadimplente

Homem luta na Justiça para provar que ganhou R$ 18 milhões na Lotomania

Marcos Pessoa tenta atestar há 4 anos que houve erro na leitura do cartão de apostas dele

Porto Velho reduz faixa etária para vacinar pessoas acima de 32 anos com cadastro no SASI

A população do município deve seguir efetuando o cadastro no aplicativo SASI

Cremero descobre falsa médica dando plantão em Hospital de Campanha de Porto Velho

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO) que vai analisar a denúncia.

Envie seu Comentário