Operação “Status praesens” reforça segurança em unidade prisional de Ariquemes

Operação “Status praesens” reforça segurança em unidade prisional de Ariquemes

Para reforçar as ações do governo de Rondônia, que mantém a segurança nas unidades prisionais do estado, foi realizada nas primeiras horas da terça-feira (18), a operação “Status praesens”, no Centro de Ressocialização de Ariquemes (CRA), com revista minuciosa para apreensão de possíveis ilícitos dentro da unidade, e desarticulação de organizações criminosas.

Com atuação da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), a operação contou com policiais penais do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (Gape), Gerência de Inteligência Penitenciária (GIP), e do efetivo de policiais penais da unidade. O Centro de Ressocialização de Ariquemes, que possui 404 internos em cumprimento de pena no regime fechado, teve todos os pavilhões ocupados e revistados.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, as operações, tanto nas ruas quanto dentro das unidades prisionais são vias de regra para as forças de segurança, pois  por meio destas ações, promovem a manutenção da segurança no estado.

Segundo o diretor regional, Valdomiro Silvino, o nome “Status praesens” é oriundo do latim que significa “Estado presente”, e vem fortalecer a atual linha de atuação das forças de segurança de Rondônia, que através de operações e ações cotidianas se fazem presentes no combate ao crime, de forma preventiva e corretiva.

De acordo com o secretário da Sejus, Marcus Rito, as operações são planejadas com o intuito de garantir a segurança no sistema prisional. “Assim como realizamos operações nas ruas, efetivamos também, nas unidades prisionais, pois, acreditamos que dessa forma, cessam possíveis comunicações entre organizações criminosas e aconteça a redução quanto às chances de ilícitos em mãos de apenados, deixando evidente, a presença do estado no combate ao crime”, explicou.

Fonte: Secom - Rondônia
Publicada em 20 de June de 2024 às 15:32

 

Leia Também

Justiça de Rondônia condena homem a 14 anos de prisão por estupro de vulnerável

Cabe recurso da sentença

Operação destrói equipamentos de garimpo no Rio Madeira; advogada reage e pede ajuda de autoridades de Rondônia

Tânia Sena critica ações e clama por revisão de decreto

PF prende em flagrante três pessoas por contrabando de migrantes em Guajará-Mirim/RO

As três pessoas presas foram flagradas transportando 12 migrantes de nacionalidade nepalesa que supostamente iriam cruzar ilegalmente a fronteira do Brasil até a Bolívia

PF apura disseminação de material contendo abuso sexual infantojuvenil em Rondônia

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Porto Velho/RO, Itapuã do Oeste/RO e Uberlândia/MG

Envie seu Comentário