Dr. Neidson requer ao Governo informações sobre obras de infraestrutura em Guajará-Mirim e Nova Mamoré

Dr. Neidson requer ao Governo informações sobre obras de infraestrutura em Guajará-Mirim e Nova Mamoré

O deputado estadual Dr. Neidson (PMN) solicitou ao Poder Executivo, informações sobre a situação de todos os projetos de construção e infraestrutura pertencentes aos municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré.

O parlamentar, através de requerimento, pediu o levantamento detalhado da quantidade de projetos que se encontram sem recurso para dar início a execução e, quais os respectivos valores desses projetos que se encontram sem recurso.

Dr. Neidson também solicitou o cronograma de todos os projetos existentes, sejam os que possuem recurso financeiro ou não. 

“O objetivo do requerimento é sabermos a situação em que se encontram os projetos de infraestrutura voltados para Guajará-Mirim e Nova Mamoré. Saber o que já foi executado, o que não foi, o motivo, quais aguardam recurso, enfim, de posse dessas informações poderemos trabalhar para dar andamento ao que está parado e ao que não foi feito”, concluiu Dr. Neidson.

Fonte: ALE-RO
Publicada em 08 de novembro de 2019 às 13:14

 

Leia Também

Léo Moraes lidera com larga vantagem intenções de voto para prefeito de Porto Velho

Cerca de 14,05% dos entrevistados disseram que não votaria em nenhum dos candidatos estimulados na pesquisa, ou anularia o voto

Prefeitura de Cacoal disponibiliza kit de medicamentos para pacientes com Covid- 19

Com apenas seis mortes registradas pela doença desde ó início da pandemia e, hoje com apenas quatro pacientes internados

Marcelo Reis dá parecer favorável para  criação de crédito a empreendedores  de pequeno porte em Porto Velho

Empréstimo é sem juros nenhum e empreendedor terá 1 ano de carência para pagar primeira parcela

Assembleia destrava pauta para votar Projeto Lei que garante descontos retroativos em instituições de ensino

A proposta trata dos descontos em instituições de ensino que tiveram suas aulas presenciais suspensas.

Envie seu Comentário