Corpo de jovem que estava desaparecido é achado degolado em riacho em Porto Velho

Corpo de jovem que estava desaparecido é achado degolado em riacho em Porto Velho

O corpo do jovem Weslei Santos Laborda, 21 anos, foi encontrado na tarde de segunda-feira (16) dentro de um igarapé conhecido como "Riacho do Botinha", localizado na Rua Canindé, próximo a estrada dos Periquitos, bairro Ulisses Guimarães, zona Leste de Porto Velho.

A Polícia Militar foi acionada pelos bombeiros após achar o corpo da vítima já em estado avançado de putrefação dentro do Riacho. Os policiais contaram com ajuda do pai da vítima, informando que seu filho estava desaparecido desde o último dia 14. Os familiares chegaram a fazer campanha nas redes sociais para encontrar Weslei.

O jovem era dependente químico e tinha problemas psicológicos, desde seu sumiço os familiares passaram a fazer buscas pela região até que o encontraram e acionaram a Polícia, por que ele foi morto e degolado, supostamente foi desovado dentro do Riacho.

Os policiais da delegacia de homicídios investigam o crime e acreditam em um possível acerto de contas. Após a finalização da perícia o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 15 de julho de 2019 às 17:47

 

Leia Também

Inconformado com o resultado, MP recorre na própria sessão de julgamento do agente penitenciário que jogou soda cáustica em médico

O Promotor de Justiça Elias Chaquian pediu a condenação em uma tentativa de homicídio triplamente qualificada (motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima

Pastor que decepou mão da esposa vai responder apenas pelo crime de lesão corporal grave

Pastor responderá por crime de lesão corporal grave, cuja pena prevê 2 a 8 anos de prisão

Emoção no encerramento dos cursos de Libras e PM Digital

Policiais estão aptos a atender ocorrências envolvendo pessoas surdas

Delegacia alerta para onda de furtos de carros com dispositivo ‘Chapolin’ em Porto Velho

Cerca de seis veículos, entre caminhonetes e carros comuns, foram furtados em Porto Velho, nos últimos dois meses, através do uso do Chapolin

Envie seu Comentário