Expojipa 2019 tem shows definidos e será de 18 a 22 de setembro

Expojipa 2019 tem shows definidos e será de 18 a 22 de setembro

As duplas  João Bosco & Vinicius e Henrique & Juliano, além do DJ Alok, um dos melhores disc jockeys do mundo, são algumas das atrações confirmadas para a realização da 40ª edição da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Ji-Paraná (Expojipa) 2019, que acontecerá de 18 a 22 de setembro no no Parque de Exposições Hermínio Victoreli de Ji-Paraná.

A Expojipa é considerada a maior exposição agropecuária da região Norte do Brasil. Na próxima sexta-feira à noite (12/07), a Associação Rural de Rondônia (ARR) reunirá a imprensa e empresários parceiros no Máximus Hotéis para o lançamento oficial da Expojipa. 

Além da tradicional cavalgada, montarias, shows musicais, show de prêmios, a exposição também terá nas suas cinco noites de realização, o concurso leiteiro, shopping de venda de animais, palestras e leilões. “Todas essas atrações e muito mais, já estão garantidos no calendário de atividades da nossa Expojipa”, afirmou Sérgio Ferreira.

Ele também disse por ser uma edição importante e especial (40 Anos) de Exposição, a diretoria se dedicará ao máximo para proporciona o melhor ao grande público de Ji-Paraná e todo o Estado que se fará presente.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 09 de julho de 2019 às 09:41

 

Leia Também

Através do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública projeto visa combater crimes organizados na região Norte

Governador Marcos Rocha destacou a importância do Centro Norte para a segurança Pública

Pagamento dos servidores públicos do estado de Rondônia será no dia 20

O aquecimento com o pagamento da folha é de aproximadamente R$ 277 milhões

Sepog divulga PIB dos municípios rondoniense em 2017

Porto Velho, Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes, Cacoal, Jaru, Rolim de Moura, Pimenta Bueno, Guajará-Mirim e Ouro Preto do Oeste aparecem como as principais economias dentre os municípios

´´Brasil está no caminho de um futuro tóxico´´diz relator da ONU

Depois de tentar por cinco anos visitar o Brasil, enviado apontou problemas de transparência, legislação e punição para crimes ambientais

Envie seu Comentário