Presidente do Sindtaxi disse que Chiquinho deveria assumir multas aplicadas aos taxistas compartilhados que ele enganou

Presidente do Sindtaxi disse que Chiquinho deveria assumir multas aplicadas aos taxistas compartilhados que ele enganou

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Waldiney Filhão, disse nesta sexta-feira,10, que o sindicalista Francisco Chiquinho , que preside o sindicato dos Transportes Escolares, Turísticos e Fretamento, é quem deveria arcar com a responsabilidade pelo pagamento das multas aplicadas pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Transporte (Semtran) aos motoristas que atuam na modalidade táxi compartilhado, apontando várias razões para isso. 

Segundo Waldiney Filhão, desde o começo das discussões a respeito do Táxi Compartilhado, Chiquinho tomou a frente de uma situação que não lhe diz respeito, já que ele não representa a categoria, e ainda enganou vários colegas taxistas, levando-os a criar uma modalidade de transporte que ele sabidamente não tinha a concordância da Prefeitura. Para o Waldiney, esse movimento teve finalidade política e só ludibriou profissionais taxistas da cidade de Porto Velho. 

“Eu avisei, mas não me deram crédito. Quando fui defender minha tese durante uma audiência pública no Teatro Banzeiros, fui agredido pelo Chiquinho e sua turma. Sempre me posicionei contra a forma como esse grupo queria fazer o compartilhado, sem uso de aplicativo e sem ter a anuência da categoria. Eu pergunto agora: cadê os vereadores que na época da campanha apoiaram o movimento e hoje não querem conversa com ele?”, questionou. 

Waldiey Filhão ainda ressaltou que a responsabilidade pelo pagamento das multas é devido a uma ´caixinha´ que começou a ser paga pelos taxistas compartilhados aos cofres do Sintax, presidido por Chiquinho, justamente para pagamento desse tipo de despesa. “Cadê esse dinheiro? Quem vai pagar os cem mil Reais de multas aplicadas aos Compartilhados? Agora fica fácil alardear na imprensa que foram apunhados e que estão perseguidos. Quem vai assumir o prejuízo?, questionou. 

Ao finalizar, o presidente dos Taxistas mais uma vez ressaltou que Chiquinho vem cometendo crime de desobediência contra a Justiça do Trabalho, que o proibiu, sob pena de pagamento de multa, de falar em nome da categoria dos taxistas. Segundo Waldiney ele já denunciou o descumprimento da sentença à Justiça do Trabalho e vai exigir a partir de agora que Chiquinho seja preso em caso de nova desobediência, pois ele está prejudicando a categoria e não assumindo as irresponsabilidades por ele criadas.

Fonte: Viarondonia
Publicada em 10 de maio de 2019 às 08:59

 

Leia Também

Juiz da Lava Jato determina bloqueio de até R$ 78 milhões em bens de Lula

Para defesa do ex-presidente, decisão de Luiz Antonio Bonat indica que ele está perto de assinar a terceira sentença sobre o petista em Curitiba

Homem é linchado após suposta tentativa de estupro contra mulher

O caso aconteceu em Cícero Dantas na Bahia. O homem recebeu vários golpes na região da cabeça.

Mulher viaja 70 horas para comemorar soltura de Lula, perde emprego e pede ajuda para voltar para casa

Após viajar 70 horas do Pernambuco até Curitiba, mulher perde emprego e pede ajuda em rodoviária.

Campeonato entre advogados acontece neste fim de semana em Porto Velho

O campeonato que envolve modalidades com categorias para masculino e feminino

Envie seu Comentário