Papa recebe presidente paraguaio para debater projeto social

Papa recebe presidente paraguaio para debater projeto social

O papa Francisco recebeu nesta segunda-feira (5), no Vaticano, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, acompanhado de sua família e alguns representantes do governo, para discutir "à promoção social, apoio à família, combate à pobreza, corrupção e narcotráfico". Durante audiência privada, com duração de 25 minutos, foi manifestado apreço pelas boas relações existentes entre Santa Sé e Paraguai, e destacada a importância dos valores cristãos na história e na atualidade do país. 

Além disso, foram abordados outros temas de interesse no âmbito internacional e regional. No encontro, o líder da Igreja Católica presenteou o chefe de Estado paraguaio com um medalhão e um selo da praça São Pedro, datado de 1620. Já Benitez, por sua vez, doou alguns produtos típicos de seu país à Jorge Mario Bergoglio, incluindo a chipa, conhecida como o pão de queijo paraguaio, uma manjedoura de madeira e uma pintura da Sagrada Família.   

O presidente do Paraguai ainda aproveitou o encontro para pedir oração pelas enchentes que geralmente afetam o país. "Eu compartilhei com o papa Francisco os projetos sociais que estamos promovendo e a iniciativa de construir uma oratória dedicada ao beato Chiquitunga em Costanera", escreveu no Twitter. Logo depois da reunião com o papa Francisco, Benitez também se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, e com o secretário das Relações com os Estados, dom Paul Richard Gallagher. (ANSA)

Fonte: Noticias ao minuto
Publicada em 05 de novembro de 2018 às 17:09

 

Leia Também

Unesc forma 30 novos Engenheiros Civis em Porto Velho

Antecedendo à cerimônia de Colação de Grau, no dia 23 aconteceu o Culto Ecumênico para celebrar e agradecer a conquista

Meio ambiente é um dos focos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc

A maioria das carreiras é relacionada aos avanços tecnológicos, mas entre as 21 carreiras mais promissoras o Tidewater Architect, ou Arquiteto de Águas

Fila de espera por cirurgias eletivas é meta estratégica da Secretaria de Saúde

REALIDADE – Atualmente, apenas quatro salas cirúrgicas funcionam no João Paulo II. Seriam necessárias de oito a 10

Diagnóstico e tratamento precoce da Hanseníase dificulta proliferação de doença infectocontagiosa em Rondônia

O tratamento clínico é distribuído gratuitamente pelo Sus, e tem duração de seis meses ou um ano.

Envie seu Comentário