Trump enviará mais tropas para conter caravanas

Trump enviará mais tropas para conter caravanas

O presidente norte-americano, Donald Trump, declarou nesta quarta-feira (31) que o governo enviará mais membros das Forças Armadas para a fronteira com o México, além dos cerca de cinco mil já anunciados, para conter a caravana de cerca de sete mil migrantes centro-americanos e mexicanos que viaja desde o último dia 13 em direção aos Estados Unidos. 

"Muito mais tropas estão a caminho. Nós NÃO deixaremos essas caravanas, que também são formadas por bandidos muito ruins e membros de organizações criminosas, entrarem nos EUA. A nossa fronteira é sagrada, e vocês devem entrar legalmente. DEEM MEIA-VOLTA!", escreveu o presidente norte-americano em seu perfil no Twitter.

"As caravanas são compostas de alguns combatentes e pessoas muito fortes. Eles lutaram com força e agressividade contra o México na fronteira norte antes de atravessar. Os soldados mexicanos ficaram feridos e foram incapazes, ou não tiveram vontade, de deter as caravanas", acrescentou o magnata republicano.

A caravana principal se encontra atualmente na cidade de Juchitán, no México, a cerca de dois mil quilômetros da fronteira com os Estados Unidos. Na segunda-feira (29) uma segunda caravana com outros dois mil migrantes cruzou a fronteira entre Guatemala e México, com o objetivo de se juntar ao grupo. (ANSA)

Fonte: Noticias ao minuto
Publicada em 01 de novembro de 2018 às 10:51

 

Leia Também

Unesc forma 30 novos Engenheiros Civis em Porto Velho

Antecedendo à cerimônia de Colação de Grau, no dia 23 aconteceu o Culto Ecumênico para celebrar e agradecer a conquista

Meio ambiente é um dos focos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc

A maioria das carreiras é relacionada aos avanços tecnológicos, mas entre as 21 carreiras mais promissoras o Tidewater Architect, ou Arquiteto de Águas

Fila de espera por cirurgias eletivas é meta estratégica da Secretaria de Saúde

REALIDADE – Atualmente, apenas quatro salas cirúrgicas funcionam no João Paulo II. Seriam necessárias de oito a 10

Diagnóstico e tratamento precoce da Hanseníase dificulta proliferação de doença infectocontagiosa em Rondônia

O tratamento clínico é distribuído gratuitamente pelo Sus, e tem duração de seis meses ou um ano.

Envie seu Comentário