[ad_1]

Fluxo para Belém, com 69% dos bilhetes, manteve média do valor no estado. Aeroporto de Macapá recebeu quase 400 mil passageiros no ano passado.

Aviões no pátio do aeroporto de Macapá (Foto: Arquivo/G1)

As passagens aéreas para voos domésticos no Amapá custaram menos de R$ 300 para 59,08% dos 398.672 passageiros que partiram ou chegaram no Aeroporto Internacional de Macapá. Os dados são de um relatório anual divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O indicador é o menor já registrado desde o início do levantamento em 2002, quando na mesma faixa mais de 67% dos passageiros compraram passagens abaixo de R$ 300. Em 2015, o total de bilhetes foi de 59,29%, em 2014 foi de 65,19% e em 2013 foi de 61,80%.

O valor baixo na média das passagens no estado é reflexo da grande procura do público por viagens para Belém, no Pará, destino de 69% das passagens compradas. A distância entre as duas cidades é de 329 quilômetros e a viagem dura em média 50 minutos.

Além do Pará, o destinos ou origem dos passageiros do estado foram das cidades de Brasília (20%) e Fortaleza (5%). O setor aéreo no Amapá movimentou R$ 577 milhões em 2016, de acordo com números da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear).

O relatório da Anac aponta ainda que o preço mais comum de passagens no estado no ano passado foi na faixa entre R$ 100 e R$ 200, com 142.383 bilhetes adquiridos. Passagens acima de R$ 1 mil somaram apenas 2,84% das compras realizadas.

Rondônia foi o estado com as passagens domésticas mais caras em 2016, com preço médio de R$ 567,03, já corrigido pela inflação. Já o Espírito Santo apresentou os tickets mais baratos, com preço médio de R$ 277,04. A passagem média do Amapá ficou em R$ 330,81.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

Créditos G1

Deixe seu Comentário