Clientes relatam cancelamento de passagens aéreas promocionais para Paris | Sorocaba e Jundiaí

52

[ad_1]

Consumidores que compraram passagens promocionais para Paris – anunciadas a partir de R$ 1.012 na última quarta-feira (19) pela companhia aérea Air Europa – relataram pelas redes sociais que os bilhetes estão sendo cancelados sem aviso prévio, nesta sexta (21).

Na página da empresa no Facebook, alguns consumidores dizem que o localizador de reserva apresenta a mensagem “inexistente” e outros falam que já receberam até o estorno.

O G1 procurou a Air Europa, mas a empresa ainda não se posicionou sobre o assunto.

O professor de marketing Antonio Andrey Cocati, de Sorocaba (SP), foi uma das pessoas que aproveitaram a promoção e garantiu duas passagens por pouco mais de R$ 1.050 cada. Mas ele não esperava que, dois dias depois, a agência de turismo receberia o aviso sobre o cancelamento sem explicações da companhia aérea.

A viagem – marcada para dezembro deste ano com saída no aeroporto de Guarulhos e escala em Madrid -, já estava sendo planejada quando o professor recebeu a notícia do cancelamento.

“Estou sempre olhando sites e me deparei com a promoção, comprei na hora para mim e minha namorada. Demorei 5 minutos para decidir e comecei a fazer planos. Cheguei a ligar para hotéis e quase fiz reserva, me organizando também com as férias no trabalho”, diz. Agora, o professor aguarda um posicionamento da Air Europa e estuda acionar a justiça.

Quem também adquiriu a passagem para Paris foi o publicitário Renê Gallep, de Sorocaba. Por cerca de R$ 2.200, ele e a esposa realizariam o sonho de conhecer a Europa juntos e ainda aproveitariam a oportunidade para comemorar datas importantes na vida do casal.

O publicitário também foi avisado pela agência sobre o possível cancelamento das passagens. Segundo ele, a companhia aérea teria alegado “problemas internos”.

“Com certeza vamos tomar as medidas cabíveis porque a lei tem que ser cumprida. Uma empresa não pode realizar uma promoção e depois desrespeitar o consumidor dessa forma. É um absurdo, eu trabalho com marketing e vendas, sei que se o erro foi da empresa, ela tem que arcar com ele”, afirma o publicitário.

Créditos G1

Deixe seu Comentário