ARTIGO: L u c r o Z e r o

9

[ad_1]

 

Conversando, há algum tempo atrás, com dois empresários de diferentes ramos de atividade, eles me disseram a mesma coisa: trabalhei duro o ano inteiro, paguei funcionários, impostos, fornecedores, corri os riscos do negócio e ao final de tudo o meu lucro foi zero.

Isso é frustrante. Por certo outros empresários passaram, no ano passado, pela mesma e decepcionante experiência. Por quê? O que provocou isso? Será que não existe uma maneira de fazer o lucro empresarial se transformar numa consequência natural da atividade econômica em vez de uma loteria?

Existe sim e quero compartilhar com você algo simples e eficiente capaz de reconduzir nossas empresas ao esperado, sonhado e gratificante Lucro. A experiência me ensinou que são necessárias apenas três providências. Porém elas irão requerer de você e de sua organização, disciplina, foco e trabalho em equipe. Deverão ser aplicadas em conjunto e exigirão perseverança e vigilância sistemática:

1.-Planejamento Financeiro: O planejamento das suas Receitas, Custos, Despesas e Lucros, mês a mês, é o primeiro, principal e insubstituível instrumento de gestão. Ele não deve ser apenas uma peça técnica preparada pela diretoria, mas constituir um compromisso sério, conjunto e solidário de todas as áreas da empresa;

2.-Sistema de Informações Gerenciais: O segundo elemento necessário para a obtenção do Lucro é dispor de um apropriado e confiável sistema de gestão. Tão importante quanto o sistema em si, é a qualidade das informações que transitam por ele: se elas forem deficientes ou falsas, você comprometerá, de forma irremediável, tanto seu planejamento quanto seus resultados presentes e futuros; e

3.-Atitude: O terceiro elemento é que sua administração precisa ter uma atitude profissional compatível, diante das oscilações do orçamento. Quanto maiores forem os desvios, mais drásticas, imediatas e profundas deverão ser as ações corretivas. Aqui residem as maiores falhas de nossos executivos, pois eles não estão preparados para esta tarefa.

Diversas empresas fracassam neste processo porque são lentas, indecisas e omissas; outras porque postergam decisões gerenciais urgentes e inadiáveis; há aquelas que falham em identificar a origem dos problemas operacionais; há aquelas que estão despreparadas para enfrentar e vencer as adversidades mercadológicas e por fim há aquelas com ausência de coragem, autoridade e respaldo superior para implementar remédios corretivos vigorosos.

Garanta a lucratividade de seu negócio, no novo ano que se inicia, juntando a técnica, a competência, o desempenho, a coragem e a postura. Eu recomendo isso !

Texto: Humberto Lago/Consultor Empresarial

Créditos Notícias ao Minuto

Deixe seu Comentário