Regime sírio é acusado de ter utilizado armas químicas no bombardeamento contra Duma

França admite “resposta” contra a Síria, caso sejam confirmadas a utilização de armas químicas pelo regime de Damasco contra a população de Douma. disse hoje o porta-voz do governo de Paris. Porta-voz do presidente Emannuel Macron, Benjamin Griveaux informou, nesta terça-feira (10), em Paris, que é preciso estabelecer um limite “a ser alcançado”.

Conforme Griveaux, as informações já ao dispor do chefe de Estado francês e do presidente norte-americano, Donald Trump, “confirmam, em princípio, o uso de armas químicas”. “O presidente ressaltou que, se as responsabilidades forem estabelecidas, as linhas vermelhas terão sido ultrapassadas e darão lugar a uma resposta”, detalhou o porta-voz à estação Europe 1.

Apesar das advertências da “comunidade internacional”, o regime sírio é acusado de ter utilizado armas químicas no bombardeamento contra Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental, nos arredores de Damasco

Deixe seu Comentário