Suspeitos de furtarem avião em Cacoal são presos em operação da Polícia Federal no Mato Grosso

Suspeitos de furtarem avião em Cacoal são presos em operação da Polícia Federal no Mato Grosso

Dois pilotos suspeitos de furtarem um avião de um hangar no aeroporto de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, na madrugada de segunda-feira (5) estão entre os presos da Operação Escalada, deflagrada pela Polícia Federal do Mato Grosso. O avião ainda não foi localizado e segundo informações da polícia, as buscas devem iniciar após ouvirem os depoimentos dos suspeitos.

A operação começou na terça-feira (6), para desarticular uma organização criminosa que opera no tráfico internacional de cocaína.

Os homens foram presos nas cidades de Aripuanã (MT) e Corumbá (MS). De acordo com a Polícia Federal, durante a operação foram expedidos 18 mandados de prisão. Desses, 11 foram cumpridos.

Os outros sete foragidos estão sendo procurados pela PF e Interpol. A informação da polícia é que quatro estão na Bolívia.

“O avião de Cacoal ainda não foi localizado, vamos ouvir o depoimento desses dois suspeitos para então iniciarmos as buscas”, explicou a assessoria de imprensa da PF. 

O avião modelo 206 – prefixo PP-AAG foi furtado de um dos hangares do aeroporto de Cacoal na madrugada de segunda-feira (5). O furto foi percebido pelo vigilante do aeroporto, de 30 anos, o vigilante do hangar, de 61 anos, e outro funcionário do local, de 32 anos.

Segundo a polícia, para terem acesso à aeronave, os suspeitos desligaram o alarme e o sensor de movimento do hangar. Além disso, arrombaram uma porta que dá acesso à área onde ficam os aviões, danificaram uma parede que fica próxima aos sensores e ainda mexeram nos fios.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave foi fabricada em 2007 e tem capacidade para cinco passageiros.

O proprietário do avião não quis se manifestar sobre o assunto. O crime está sendo investigado.

As investigações começaram há aproximadamente dez meses. De acordo com os agentes, a droga era obtida na Bolívia e entrava no Brasil a partir da fronteira da Bolívia com Mato Grosso. O grupo usava aeronaves que pousavam em pistas clandestinas em variados pontos do MT.

Já foram apreendidas três toneladas de pasta base de cocaína, além de uma aeronave bimotor e diversos veículos utilizados no transporte.

De acordo com a Polícia Federal, a operação ocorre nas cidades mato-grossenses de Cuiabá, Várzea Grande, Santo Antônio do Leverger, Poconé, Cáceres, Rondonópolis, Alto Araguaia, além de outros estados: Corumbá (MS), Manaus (AM), Paulinia (SP), Bauru (SP), Uberlândia (MG) e Vilhena (RO).

Fonte: Planetafolha
Publicada em 08 de novembro de 2018 às 08:51

 

Leia Também

JARU/RO: PRF recupera Toyota Hilux roubada na Bahia

O excessivo nervosismo dos ocupantes (casal adulto), demandou abordagem detalhada do automóvel.

Jovem que vendia droga pelo whatsapp é preso com vários tabletes de maconha em Porto Velho

Os policiais faziam patrulhamento ostensivo pela região quando receberam uma denúncia anônima dando conta que havia um elemento com uma sacola do boticário fazendo o comércio de substância entorpecente.

Força tática prende dupla armada após roubo em residência na zona Leste da Capital

Na Central de Polícia, os suspeitos foram reconhecidos e as vítimas informaram que os criminosos chegaram de posse da arma, uma faca e anunciaram o assalto.

Homem é preso com moto clonada após polícia receber denúncia

O proprietário da moto acionou a Polícia Militar informando que teria colocado sua moto para vender e o suspeito teria aparecido para comprar, mas que antes queria dar uma volta para testar e desapareceu

Envie seu Comentário