Suspeito que usava máscara para fazer assaltos é preso após intensa fuga na zona sul

Suspeito que usava máscara para fazer assaltos é preso após intensa fuga na zona sul

No final da noite de quinta-feira (25), policiais militares do 9° batalhão tiveram trabalho para prender um jovem de 26 anos, identidicado como Paulo Macnamara Feijó Ribeiro, após o mesmo fugir em uma motocicleta roubada por várias ruas do bairro Caladinho, zona sul da capital.

O suspeito recebeu ordem de parada após esta transitando em uma motocicleta em atitude suspeita e saiu em alta velocidade dando início a um acompanhamento tático dos policiais onde o suspeito pegou a contra mão da Avenida Tancredo Neves e acabou sofrendo a queda ficando com várias lesões pelo corpo. Durante a abordem Paulo estava de posse de uma faca, máscara e três carteiras de possíveis vítimas de roubo que ele tenha feito.

Durante pesquisa na placa da moto foi verificado que a mesma havia sido furtada da frente da casa da vítima na madrugada da última terça-feira. Questionado sobre a procedência dos objetos ele disse que havia comprado e quando falado sobre a máscara e a faca ele disse que já estava na moto, mas para a polícia ele usava a máscara e a faca para abordar as vítimas. Diante da situação ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para central de flagrantes onde responderá pelo crime de receptação.

Fonte: Via Rondônia
Publicada em 26 de outubro de 2018 às 09:22

 

Leia Também

Avó denuncia neto para a polícia após levar calote

Foram adquiridos, no crediário, uma máquina de lavar e um ventilador

Tombamento de caminhão deixa trânsito lento na BR-364

Apesar da gravidade do acidente, o homem não se feriu. O trânsito ficou lento no local e foi controlado pela Polícia.

Jovem nega sexo e é agredida em carro

No momento em que ela se preparava para ir embora, o amigo teria tentado manter relação sexual dentro do carro.

Família é feita refém durante tentativa de assalto em Porto Velho

Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes, onde ficou à disposição da Justiça.

Envie seu Comentário