Professora é estuprada em estacionamento da escola ao sair do trabalho

Professora é estuprada em estacionamento da escola ao sair do trabalho

Uma professora foi estuprada no estacionamento da Escola Municipal e Ensino Fundamental Dama Entre Rios Verdes (Emef), na zona leste de São Paulo, no último sábado (28/09/2019). A mulher foi abordada quando se dirigia ao carro para deixar o local. As informações são do jornal Agora.

O diretor da escola, Marco Antonio Mattos, informou que o suspeito do estupro entrou na escola e perguntou se a secretaria estava aberta. Como estava fechada, ele deixou o local e não foi mais visto.

Uma outra funcionária da escola que passava pelo estacionamento viu a professora e o suspeito juntos e perguntou se estava tudo bem. “Estamos resolvendo uma coisa entre nós”, teria respondido o homem. Na sequência, a vítima começou a chorar.

A funcionária percebeu a situação e chamou a polícia e o suspeito fugiu. O crime é investigado pelo 50º DP, de Itaim Paulista.

Fonte: Metrópoles
Publicada em 01 de outubro de 2019 às 09:45

 

Leia Também

Bebê arrancado da barriga da mãe com uma faca seria entregue para mulher que fingia estar gravida de garimpeiro

Gestante foi assassinada pela própria irmã, em Porto Velho. Um adolescente de 15 anos confessou que também participou do crime porque desejava entregar bebê à mãe, que simulava uma gestação.

Vídeo: Adolescente teria matado a irmã e o sobrinho em área de loteamento de Porto Velho; bebê foi retirado a faca

O bebê foi encontrado na casa do delator, que teria entregue a criança para sua mãe.

Apenado do sistema prisional sai para encontro amoroso e é preso pela PRF em Porto Velho

O indivíduo, que cumpre pena por roubos no regime semiaberto, não poderia sair da sua residência, mas foi abordado quando seguia para um encontro amoroso, que havia combinado por meio de aplicativo de relacionamento

Professor de Natação é agredido por Juiz de Direito ao ser acusado de molestar seu filho

Na polícia, o pai contou que estava trabalhando quando sua mulher ligou nervosa e chorando muito, informando que o filho havia sido molestado sexualmente pelo professor de natação.

Envie seu Comentário