Presidente Laerte Gomes pede urgência para DER providenciar certificação de funcionamento do Aeroporto de Ji-Paraná

Presidente Laerte Gomes pede urgência para DER providenciar certificação de funcionamento do Aeroporto de Ji-Paraná

Em regime de urgência, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSFB) indicou ao Poder Executivo que, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) sejam tomadas as medidas administrativas e operacionais necessárias que venham garantir as certificações de funcionamento do Aeroporto de Ji-Paraná, perante a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

Segundo Laerte Gomes, a certificação do Aeroporto de Ji-Paraná é de extrema necessidade por servir de base de apoio logístico para todo o estado.

"É um aeroporto referência de localização, justamente por se encontrar na parte central de Rondônia. E mais, ele pode favorecer a economia e o turismo, além de ser estratégico para as áreas de segurança pública e serviços de saúde", enfatiza o presidente.

O presidente explica que o processo de certificação operacional de aeroportos é o meio pelo qual é realizada uma avaliação da infraestrutura do aeródromo e da capacidade do seu operador em cumprir os regulamentos técnicos da ANAC relativos à segurança operacional e em resposta à emergência aeroportuária.

A aprovação do Decea, ligado à Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela Certificação Operacional dos aeroportos, assim como a avaliação da ANAC são obrigatórias.

"Agora só depende da capacidade de agir do DER. Os equipamentos necessários estão instalados,  inclusive, uma Estação Metereológica automática, já em funcionamento, que precisa ser certificada", conclui o presidente Laerte Gomes.

Fonte: Decom-ALE/RO
Publicada em 21 de maio de 2020 às 10:24

 

Leia Também

Governo autoriza contratação de 5.158 profissionais de saúde para combater o coronavírus

Ministério da Saúde definirá como será distribuição das contratações nas cidades. Contratos terão validade de até seis meses e maior parte é para técnico de enfermagem.

Governo de Rondônia exclui categorias da Saúde de aumentos salariais.

Profissionais de Saúde completaram uma década sem aumentos. O Coren-RO apoia a luta dos profissionais de Enfermagem por melhores salários.

Internacional Avião com mais de 100 pessoas a bordo cai no Sul do Paquistão

Aeronave caiu em um bairro residencial da cidade de Carachi

Atendimento remoto do INSS é prorrogado até o dia 19 de junho

A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Envie seu Comentário