Polícia civil prende quadrilha que vendia diplomas falsos pela internet, em Ji-Paraná

Polícia civil prende quadrilha que vendia diplomas falsos pela internet, em Ji-Paraná

A Polícia Civil desarticulou nesta quinta-feira (7) uma quadrilha que falsificava certificados do ensino médio e diplomas de cursos, em Ji-Paraná (RO), região central do estado. Ao todo, cinco suspeitos foram presos pelo crime.

Segundo o delegado Júlio Rios, que conduziu a investigação, os integrantes da quadrilha vendiam os certificados pela internet. Os principais clientes dos criminosos eram estudantes que precisavam de documentos para ingressar no mercado de trabalho ou em faculdades.

"As investigações tiveram início em janeiro. Ontem o grupo criminoso foi entregar um certificado falso em Cacoal e conseguimos deter uma integrante. Basicamente eles falsificavam os diplomas e passavam a oferecer os documentos falsos pela Rede Mundial de Computadores", diz o delegado.

Os demais integrantes do grupo foram presos nesta quinta-feira, quando a quadrilha tentava entregar um certificado a um cliente.

A Polícia Civil informou que também vai tentar localizar as pessoas que compraram os certificados de forma ilegal nos últimos meses.

 

"Se a pessoa compra um documento falso, sem passar pela sala de aula, ela está cometendo um crime e vai responder por tal ato", afirma Júlio Rios.

 

Dos cinco presos pela Civil, quatro já foram liberados e o mentor da quadrilha é o único que segue detido em Ji-Paraná.

À Rede Amazônica, o delegado Júlio Rios diz que também apreendeu um HD e um computador. Dentro de um pendrive os policiais encontraram 150 certificados já falsificados, que seriam vendidos na internet.

Fonte: Diário da Amazônia
Publicada em 07 de novembro de 2019 às 17:47

 

Leia Também

Preso 6º suspeito de envolvimento no caso de bebê arrancado da barriga da mãe

Além de retirar a criança com uma faca, o grupo matou a gestante, Fabiana Pires Batista, e o outro filho dela que estava no local

PF deflagra operação para cumprir mandados de busca e apreensão e prender falso médico que atuava ilegalmente

PF faz buscas e prisões de falso médico que atuava em Tatuí/SP e outros Municípios do Interior de São Paulo

Idoso de 62 anos é preso suspeito de receptação em Vilhena

No local, após o suspeito autorizar a entrada dos policiais, os investigadores encontraram diversos objetos, inclusive uma moto Honda Biz com registro de roubo/furto.

PRF recupera caminhonete roubada em Monte Negro após denúncia anônima

O veículo, com restrição de roubo, estava sendo adulterado em um galpão abandonado, às margens da BR-421

Envie seu Comentário