Obras da Ponte em Abunã na divisa com RO e AC podem parar; Dnit precisa de R$ 20 milhões para conclusão

Obras da Ponte em Abunã na divisa com RO e AC podem parar; Dnit precisa de R$ 20 milhões para conclusão

As obras da ponte Rio Madeira, no distrito de Abunã, perto da divisa de Rondônia com o Acre, podem ter problemas e parar. Prevista para ser inaugurada em setembro, desse ano, o valor previsto no orçamento não cobre as despesas necessárias para a conclusão da obra.

De acordo com o DNIT, o governo federal já gastou R$ 111 milhões. Após cinco anos de obras, 96,43% das obras de concreto estão prontas, mas ainda falta concluir os 90 metros do tabuleiro e fazer os acessos.

Ainda segundo o DNIT, seriam necessários mais R$ 20 milhões, mas ao orçamento da União só disponibilizou R$ 8 milhões.

“A empresa vem trabalhando bem mas temos aí o viés negativo, com relação ao orçamento. Os entes competentes estão trabalhando para prover o recurso mas não temos nenhuma perspectiva de que seja viabilizado ainda este ano”, disse André Carvalho, coordenador da obra pelo Dnit, à TV Rondônia.

A obra faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, e prevê investimentos de R$ 128 milhões.

A travessia sobre o Rio Madeira, na região do distrito de Abunã, é feita por balsas. O trajeto entre as margens do rio leva, em média, meia hora. Mas no inverso amazônico o tempo para fazer o mesmo percurso é superior à uma hora.

A operação da empresa no Rio Madeira já gerou críticas e queixas de usuários em relação à falta de segurança, à cobrança de tarifas excessivas e à má qualidade dos serviços prestados -e é mal falada até hoje.

A tabela de tarifas para travessia no distrito de Abunã isenta apenas pedestres e ciclistas. No mais, todos pagam valores que vão até mais de R$ 200 pela travessia. Com a conclusão da ponte, será possível fazer a travessia em poucos segundos. 

Medindo mais de um quilômetro de extensão, a ponte sobre o Rio Madeira é uma das maiores e mais modernas obras de engenheira executadas na Amazônia. 

Fonte: Via Rondonia
Publicada em 15 de abril de 2019 às 11:00

 

Leia Também

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 vai até sexta-feira

De acordo com a Caixa, os benefícios, que totalizam R$ 16,9 bilhões, foram liberados de forma escalonada para 22,5 milhões de beneficiários

Táxi Compartilhado é legalmente reconhecido em Porto Velho

Agora falta apenas a regulamentação do serviço.

Asteroide gigante passa pela Terra esta semana

O asteroide 2008 KV2 tem o tamanho de três campos de futebol

Aneel libera usinas térmicas para abastecer distritos ribeirinhos de Porto Velho

Duas novas empresas entram no mercado para garantir abastecimento de energia elétrica do baixo Madeira

Envie seu Comentário