'O campo precisa de segurança jurídica e financeira para produzir', diz Fabricio Jurado

'O campo precisa de segurança jurídica e financeira para produzir', diz Fabricio Jurado

O agronegócio pode ser considerado o carro chefe da economia brasileira e tem sido nos últimos anos um verdadeiro colchão para amenizar as dificuldades que o país enfrenta em suas contas que, quase sempre, nunca fecham.

Rondônia é um estado onde a força do agronegócio é sentida em todos os cantos do estado. Temos aqui uma grande produção de soja; um dos maiores rebanhos de gado do país; uma produção de café que nos coloca entre os melhores do Brasil; uma forte e diversificada agricultura familiar; e a piscicultura está se expandindo.

Apesar de todo esse sucesso o agronegócio, não apenas em Rondônia, mas em todo o país, sofre com a burocracia, as dificuldades para escoamento da produção e a também para a obtenção de crédito.

O advogado rondoniense Fabricio Jurado, é o candidato ao Senado pelo Partido Novo nas próximas eleições e defende que agronegócio seja tratado de forma diferenciada pelo Governo e pelos parlamentares em Brasília. “Precisamos desburocratizar todo o processo de produção e venda, para que o homem do campo tenha segurança para produzir”, declarou.

Ele lembrou também que o Partido Novo, por meio do candidato da sigla à presidência, João Amoedo, acredita que o Estado deve dar liberdade para que todos produzam e não construir amarras que impeçam o desenvolvimento.

Entre as ações defendidas pelo Novo para o campo estão: criminalização de invasões de terras; segurança e paz para o homem do campo; legislação ambiental mais clara e segura; adequação da legislação trabalhista para o trabalhador rural; tecnologia para o aumento de produtividade; crédito rural facilitado; regularização fundiária; infraestrutura para transporte e eletrificação rural para fomentar a agroindústria.

Um tema que preocupa os que atuam no agronegócio é a questão das invasões de propriedades rurais por parte de certos grupos, o que tem ocorrido em Rondônia com certa frequência, gerando violentos conflitos por terras.

Fabrício Jurado explica que o Partido Novo tem uma posição fechada em relação a essa questão. “Precisamos construir um ambiente produtivo e de paz, que dê ao produtor rural a tranquilidade para trabalhar e cumprir sua vocação: Alimentar o mundo. Sou contra as invasões. O país deveria ter uma legislação muito mais rigorosa para a retomada de imóveis que são invadidos, da propriedade rural. A propriedade é sagrada e é isso que o empreendedor realmente precisa para ter segurança e tocar o seu negócio. Infelizmente no Brasil há muitas questões ideológicas e isso vem sendo relativizado”, finalizou

Fonte: Assessoria
Publicada em 19 de setembro de 2018 às 09:54

 

Leia Também

Atuação da Prefeitura viabiliza retorno dos ônibus às ruas

O serviço do transporte coletivo urbano voltou a funcionar na capital, nesta manhã, com 80% da frota

Deputado Ezequiel Neiva assegura recurso para construção de campo de futebol na zona Sul de Porto Velho

Campo do Binho, hoje de terra, vai receber gramado sintético e outras melhorias, para atender aos moradores da região

Esgotamento sanitário de Ji-Paraná foi uma das grandes lutas do presidente Laerte Gomes em 2019

Parlamentar destacou união política e prevê grande crescimento da cidade

Associação Rural de Rio Pardo recebe equipamentos adquiridos através de emenda do deputado Edson Martins

Implementos agrícolas foram adquiridos com os R$ 90 mil em recursos destinados pelo parlamentar, via emenda

Envie seu Comentário