Fundação Cultural de Vilhena abre inscrições para aulas de violão gratuitas

Fundação Cultural de Vilhena abre inscrições para aulas de violão gratuitas

A Fundação Cultural de Vilhena (FCV) está com as inscrições abertas para aulas de violão gratuitas. As inscrições vão até o dia 31 de janeiro e podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h. Há 30 vagas para o período da manhã e outras 30 para aulas à tarde.

Os interessados devem se dirigir à sede da FCV, localizada na Av. Tancredo Neves, n° 3845, no bairro Jardim América. Para efetivar a matrícula é necessário ter em mãos cópias de RG e comprovante de residência. Crianças e adolescentes precisam apresentar também comprovante escolar do ano passado ou matrícula deste ano, e se ainda não tiver carteira de identidade, o documento pode ser substituído pela certidão de nascimento. A presidente da FCV, Katia Valléria, informa que as inscrições para alunos menores de idade devem ser feitas por um dos pais ou pelo responsável legal.

O curso de violão inicia no dia 6 de fevereiro. A idade mínima para participar das aulas é de oito anos e o aluno deverá ter o seu próprio instrumento. De acordo com o regulamento, o curso terá duração de quatro meses, com aula de duas horas cada, uma vez por semana. E todo o material de estudo será ofertado pela Fundação Cultural.

O PROFESSOR - O músico Rafael Pontes, membro da Orquestra Sinfônica de Vilhena, e dono de vasta experiência tocando em bandas e acompanhando artistas locais e regionais, será o ministrante do curso de violão. “É uma honra termos um músico tão renomado como professor da Fundação Cultural. Isso mostra que o nosso objetivo de oferecer o melhor para quem busca cultura está sendo alcançado”, diz Katia.

EMENDA – O curso está sendo oferecido graças à emenda impositiva do vereador França Silva, vice-presidente da Câmara Municipal, que destinou R$ 10 mil do orçamento da Prefeitura especificamente para esse fim.

Fonte: Semcom
Publicada em 13 de janeiro de 2020 às 15:50

 

Leia Também

Além da questão ética, saúde e educação - Por Valdemir Caldas

Nos últimos anos, a saúde e a educação chegaram ao fundo do poço. Estão brincando com coisas sérias.

Coleta Seletiva: Semeia orienta a população para utilizar Ecoponto corretamente

O objetivo é inserir na sociedade ji-paranaense a cultura de reciclar, adotando a prática da separação do lixo, contribuindo assim para redução da quantidade de resíduos que é enviada para os aterros.

Semagric continua trabalho no distrito de Rio Pardo

Gestão Hildon Chaves garante escoamento da produção através do trabalho das equipes da Semagric

Saae apresenta nomes das empresas participantes de licitação para ampliação e readequação do sistema de água em Vilhena

Cinco empresas apresentaram documentação para se habilitar na concorrência pública; apenas uma é de Rondônia

Envie seu Comentário