Follador defende destinação de recursos para atender a pobreza instalada na zona rural

Follador defende destinação de recursos para atender a pobreza instalada na zona rural

Tendo participado da sessão ordinária que aprovou o texto modificativo (projeto de lei complementar) da Lei nº 842/2015, para acrescentar disposições que atendam ao Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (Seas), o deputado Adelino Follador (DEM) disse que espera ver o atendimento à pobreza instalada na zona rural, que tem provocado intenso êxodo para os centros urbanos do Estado.

De acordo com o deputado, o Fundo tem atualmente à sua disposição, em conta corrente, R$ 50 milhões, dos quais 40% (cerca de R$ 20 milhões) podem ser usados pela Secretaria em projetos e programa de combate à pobreza. “O que nós defendemos e queremos é que esses recursos sejam destinados também à população pobre do campo, para incentivar a produção e a geração de trabalho e renda para tantas famílias que vivem com dificuldade da agricultura familiar”, disse.

Atento a este quadro da pobreza no território rondoniense, Adelino Follador justificou seu voto (a votação foi unânime), lembrando a titular da Seas e primeira dama do Estado, Luana Rocha, que observe os números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indicam os pontos de pobreza no Estado, destacando que, assim como nas cidades, a pobreza também assola a vida rural, onde segundo o Instituto, vivem mais de 50% dos pobres de Rondônia.

Segundo o deputado os números do IBGE são importantes indicadores que precisam ser observados. “Nós esperamos que a secretária Luana Rocha seja sensível a esta situação no campo”, disse o deputado destacando a necessidade da liberação desses recursos para o atendimento a essas demandas tão essenciais.

Follador disse que assim como o Restaurante Popular instalado na Zona Leste de Porto Velho, que precisa ser reativado pelo benefício social que encerra, é preciso igualmente investir no campo, na aquisição de calcário, tanques, alevinos, insumos, mudas de café e também na orientação técnica a tantos pequenos e micros produtores rurais que vivem da agricultura familiar e que necessitam de apoio oficial. “Neste ponto defendemos uma parceria da Seas para um trabalho conjunto da Autarquia de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), para o atendimento a esta demanda”.

Fonte: DECOM - ALE
Publicada em 12 de junho de 2019 às 09:44

 

Leia Também

“Decisão do TSE é um marco para a política e as mulheres”, diz Jaqueline Cassol sobre julgamento de candidaturas fraudulentas

A parlamentar frisou ainda que a conquista dos 30% obrigatórios para a candidatura de mulheres e também do fundo partidário foram grandes vitórias

Presidente Laerte Gomes cobra esclarecimentos da Caerd sobre precariedade no fornecimento de água no Bairro Aponiã em Porto Velho

Interrupção na construção de poço artesiano coloca em risco segurança dos moradores e preocupa presidente

Deputado Jean Oliveira entrega o Título de Cidadão Honorífico de Rondônia a Dezival Ribeiro

Sessão Solene marcou a entrega da honraria ao pioneiro, com mais de 50 anos de serviços prestados ao Estado

Prefeitura de Rolim de Moura apoia artesãos para participarem de feira estadual

3ª Feira Regional de Artesanato ocorrerá em Vilhena nos dias 27, 28 e 29 de setembro, na região cone sul do estado.

Envie seu Comentário