Dispensação de receitas médicas especiais concedidas pela Agevisa será feita pela Vigilância Sanitária Porto Velho

Dispensação de receitas médicas especiais concedidas pela Agevisa será feita pela Vigilância Sanitária Porto Velho

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) informa aos profissionais de saúde que a partir do mês de novembro, as receitas médicas para prescrição de substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial, o popularmente chamado remédio controlado, serão concedidas pela Vigilância Sanitária do município de Porto Velho.

A Agevisa não será mais responsável pela dispensação dos numerários e notificação de receitas a profissional e estabelecimentos assistenciais à saúde, sendo essa responsabilidade transferida para a Divisão de Vigilância, Licenciamento e Risco Sanitário de Porto Velho.

A diretora da Agevisa, Ana Flora Camargo Gerhardt, destacou a importância da divulgação para que os profissionais da saúde fiquem atentos ao novo procedimento.

PORTARIA N° 344

A medida tem como respaldo legal a Portaria nº 344, de 12 de maio de 1998, que aprova o regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial; a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976, que dispõe sobre a Vigilância Sanitária a que ficam sujeitos os medicamentos, as drogas, os insumos farmacêuticos e correlatos, cosméticos, saneantes e outros produtos.  Ainda em acordo com a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes.

Fonte: DECOM
Publicada em 15 de outubro de 2020 às 18:54

 

Leia Também

Unicef lança recomendações contra covid-19 aos candidatos a prefeito

Entre as recomendações da publicação, crianças e adolescentes devem ser prioridade nas eleições municipais.

Anvisa: testes com vacina de Oxford prosseguem mesmo após morte de voluntário

Não há confirmação se o voluntário que faleceu recebeu placebo ou uma dose do imunizante.

TCU aponta falhas do Ministério da Saúde no combate à pandemia de covid-19

Auditores apontaram que o ministério não prestou informações suficientes para que se possa concluir se a estratégia de testagem dos casos suspeitos de covid-19 é satisfatória.

Estado do Rio registra 109 mortes e 1.319 novos casos de covid-19 em 24 horas

Até agora, 19.945 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado do Rio

Envie seu Comentário