Contradições; sem ver a cena, Flordelis teria dito após disparos que marido morreu

Contradições; sem ver a cena, Flordelis teria dito após disparos que marido morreu

A deputada federal Flordelis(PSD-RJ), logo após ter ouvido barulhos de tiros, teria afirmado que o marido, o pastor Anderson do Carmo, havia sido baleado, mesmo sem ter recebido informações diretas sobre o que havia acontecido na garagem de casa. Depoimentos do inquérito que apura detalhes do assassinato foram obtidos pelo jornal Extra.

A parlamentar relatou à Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, nos dias 16 e 24 de junho, que estava no terceiro andar quando escutou os disparos que resultaram no assassinato. Ela afirmou que um dos filhos afetivos (que nunca foi formalmente adotado), André Luiz, lhe disse que Anderson estava caído de bruços.

Nos depoimentos, contudo, André contradisse a mãe e não citou ter informado a ela o que havia acontecido no momento do assassinato. Ele destacou que não chegou a entrar na residência principal e foi direto do quarto para a garagem, onde ocorreu o crime.

O neto Ramon, por sua vez, que estava com Flordelis no momento do assassinato, relatou que não recebeu informações sobre o que havia acontecido.

O neto da parlamentar narrou ainda que conseguiu descer para ver o que havia acontecido e cruzou com o tio, Daniel, na escada. Em depoimento à polícia, Daniel contou que, nesse momento, subiu as escadas para procurar Flordelis.

Ao chegar no terceiro andar, ouviu a mãe gritando: “Mataram meu marido”. Ainda de acordo com o relato do rapaz, a deputada tentava abrir a porta do quarto das filhas Isabel e Annabel.

Fonte: Metrópoles
Publicada em 27 de agosto de 2019 às 09:02

 

Leia Também

Vídeo: Adolescente teria matado a irmã e o sobrinho em área de loteamento de Porto Velho; bebê foi retirado a faca

O bebê foi encontrado na casa do delator, que teria entregue a criança para sua mãe.

Apenado do sistema prisional sai para encontro amoroso e é preso pela PRF em Porto Velho

O indivíduo, que cumpre pena por roubos no regime semiaberto, não poderia sair da sua residência, mas foi abordado quando seguia para um encontro amoroso, que havia combinado por meio de aplicativo de relacionamento

Professor de Natação é agredido por Juiz de Direito ao ser acusado de molestar seu filho

Na polícia, o pai contou que estava trabalhando quando sua mulher ligou nervosa e chorando muito, informando que o filho havia sido molestado sexualmente pelo professor de natação.

PRF prende dupla com caminhonete clonada em Ji-Paraná

Os dois homens, moradores do estado de Goiás, foram fiscalizados no km 352 da BR-364

Envie seu Comentário