Comissão vai analisar situação de obras paralisadas em Porto Velho 

Comissão vai analisar situação de obras paralisadas em Porto Velho 

Por força de um pacto firmado no final do ano passado entre o Município, Caixa Econômica, Controladoria Geral da União e Governo Federal, a Prefeitura de Porto Velho vai nomear uma Comissão Especial para fazer todos os levantamentos das obras paralisadas da cidade de Porto Velho, financiadas com recursos da União. 

A Comissão é formada por técnicos e engenheiros municipais e estará submetida ao comando da Secretaria Geral de Governo (SGG) que terá amplos poderes para requisitar qualquer tipo de informação pertinente aos processos das obras nas secretarias municipais. Até o dia 15 de agosto de 2019, os trabalhos deverão estar conclusos. 

A maioria das obras listadas pela Prefeitura estão situadas na região Leste da cidade e outras no bairro Areal e Zona Sul de Porto Velho e referem-se a infraestrutura de ruas, pavimentação, drenagem. Os recursos são oriundos do Fundo de Infraestrutura do Ministério das Cidades e algumas dessas obras estão paralisadas desde 2007. 

Dentre as obras estão a pavimentação das ruas dos bairros Costa e Silva e Nacional (Zona Norte), pavimentação e drenagem de 33 ruas na zona Sul, e mais de 50 ruas na Zona Leste, principalmente as localizadas nos bairros JK I e II, Igarapé, Aponiã, Planalto, Agenor de Carvalho, e Socialista, além de toda a infraestrutura da Avenida Amazonas.

Fonte: Viarondonia
Publicada em 15 de maio de 2019 às 17:17

 

Leia Também

Operação Boi Gordo: Ministério Público obtém, cautelarmente, afastamento das funções públicas de Auditor Fiscal

Investigado por supostamente receber mensalmente propina para garantir proteção de fiscalizações às plantas frigoríficas da empresa beneficiada com o esquema.

Prefeitura realiza intenso mutirão de limpeza durante o período de carnaval

Prefeitura, através da Semusb, realizou a limpeza em todo o percurso por onde os blocos passaram

Médicos farão residência em pediatria e gineco-obstetrícia na Saúde de Vilhena através de parceria da Prefeitura, Unesc e Governo Federal

Já aprovado, o programa prevê 60 horas semanais de trabalho de cada especialista durante 3 anos

Servidores da Sesau recebem aumento no auxílio-alimentação

A lei tem por objetivo promover o reajuste do auxílio-alimentação da Sesau para R$ 258,00

Envie seu Comentário