Com mudanças no projeto original, ponte que liga RO ao AC será inaugurada até dezembro

Com mudanças no projeto original, ponte que liga RO ao AC será inaugurada até dezembro

Novidades sobre a ponte do Abunã: o Ministério da Infraestrutura confirmou que ela estará pronta até dezembro e que serão feitos os trabalhos necessários para que a obra tenha a melhor qualidade possível. Inclusive o custo adicional, que pode custar até 15 milhões de reais e que não estava no orçamento, já que houve mudanças no projeto original, foi autorizado pelo governo federal, no encontro que um grupo de empresários, liderados pelo vice governador Zé Jodan e pelo deputado federal Coronel Chrisóstomo, teve na semana passada em Brasília.

Em função da perspectiva de alta no nível do rio Madeira, a ponte terá que ser elevada, no lado de Rondônia e esse novo processo não estava projetado nas obras originais. A situação mudou com a pressão dos rondonienses, mas também dos acrianos, que, mais do que nós, precisam da ponte que os ligará por terra, pela primeira vez na história, ao restante do Brasil.

Desde segunda-feira, as empresas que constroem a ponte e seus acessos começaram a trabalhar no lado de cá da ponte, iniciando a última fase dos trabalhos. Falta ainda a parte burocrática, para finalizar tudo, mas a palavra do Ministro Tarcísio Gomes de Freitas, autorizando o novo investimento, já está dada. Tarcísio, aliás, está agendando uma vinda a Porto Velho, para as próximas semanas, para ver pessoalmente o andamento da fase final das obras.

 

Fonte: Sérgio Pires (blog.opiniaodeprimeira.com.br)
Publicada em 13 de agosto de 2019 às 11:25

 

Leia Também

Através do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública projeto visa combater crimes organizados na região Norte

Governador Marcos Rocha destacou a importância do Centro Norte para a segurança Pública

Pagamento dos servidores públicos do estado de Rondônia será no dia 20

O aquecimento com o pagamento da folha é de aproximadamente R$ 277 milhões

Sepog divulga PIB dos municípios rondoniense em 2017

Porto Velho, Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes, Cacoal, Jaru, Rolim de Moura, Pimenta Bueno, Guajará-Mirim e Ouro Preto do Oeste aparecem como as principais economias dentre os municípios

´´Brasil está no caminho de um futuro tóxico´´diz relator da ONU

Depois de tentar por cinco anos visitar o Brasil, enviado apontou problemas de transparência, legislação e punição para crimes ambientais

Envie seu Comentário