Ato libidinoso: Pai encontra foto de pênis no celular do filho ao fazer fiscalização de rotina

Ato libidinoso: Pai encontra foto de pênis no celular do filho ao fazer fiscalização de rotina

Um pai procurou a 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) na noite de domingo (25) afirmando ter encontrado uma fotografia de pênis recebida por mensagem no celular de seu filho, de 10 anos.

Segundo relato do pai, ele encontrou a imagem ao fazer uma fiscalização de rotina no celular do filho.

Assim que viu a imagem, o pai ligou para o número que a enviou – cuja imagem de perfil no aplicativo de mensagem era a foto de um casal – e inventou uma história para tirar informações.

Ele afirmou que procurava por uma pessoa fictícia e a pessoa, um homem, respondeu que não, deu um nome e disse ser morador do Bairro CPA, de Cuiabá, desligando em seguida. No “status” do número no WhatsApp, no entanto, aparece outro nome completo.

O pai conversou com todos os familiares para conferir se alguém conhecia o homem e, como ninguém sabia nada, procurou a polícia e contou tudo, entregando todas as informações conseguidas.

O caso foi registrado como aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso – e será investigado pela Polícia Judiciária Civil.

Fonte: OLivre
Publicada em 28 de agosto de 2019 às 09:10

 

Leia Também

Professor de Natação é agredido por Juiz de Direito ao ser acusado de molestar seu filho

Na polícia, o pai contou que estava trabalhando quando sua mulher ligou nervosa e chorando muito, informando que o filho havia sido molestado sexualmente pelo professor de natação.

PRF prende dupla com caminhonete clonada em Ji-Paraná

Os dois homens, moradores do estado de Goiás, foram fiscalizados no km 352 da BR-364

Empresa Biocal abasteceu caixa 2 da campanha de prefeito em 2012, revela investigação da PF

Empresa teria entregue R$ 200 mil de propina a secretário municipal

Homem é morto a tiros na frente da namorado, em Rondônia

A Polícia acredita que motivação do crime tenha sido por acerto de contas

Envie seu Comentário